PUBLICIDADE
Notícias

Associação de Voluntários do Hospital São José necessita de ajuda para manter atividades

A Associação dos Voluntários do Hospital São José (AVHSJ) precisa de ajuda para continuar realizando os seus trabalhos com os pacientes portadores do vírus HIV

10:48 | 11/01/2017
Voluntários da Associação de Voluntários do Hospital São José
Voluntários da Associação de Voluntários do Hospital São José

[FOTO1]A Associação dos Voluntários do Hospital São José (AVHSJ) necessita de ajuda de voluntários para a manutenção de seus trabalhos com os pacientes soropositivos do Hospital São José. A Organização Não Governamental (ONG) atua há 23 anos, começou no auge da epidemia do vírus HIV no Estado. Em parceria com o hospital, a associação ajuda os portadores do vírus a enfrentarem o preconceito e a melhorarem sua autoestima. Além disso, a entidade também realiza ações de prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) para a população em geral.

 

 

“Nós temos uma casa de retaguarda que tem 12 leitos e atende os pacientes vindos do interior e em situação de rua. Paralelo a isso, ajudamos aqueles portadores que precisam de apoio para adesão ao tratamento. Por isso, contamos com profissionais voluntários que dão essa assistência”, esclareceu a presidente Maria do Carmo ao O POVO Online.

 

 

A AVHSJ mantém os seus trabalhos com os recursos vindos da ajuda de empresas, de doações da sociedade e de eventos promovidos pela associação, como o Bazar e o Acervo Solidário.

 

 

Os interessados em ajudar a entidade podem realizar qualquer doação financeira por meio das contas bancárias da associação: Banco do Brasil e Caixa Econômica. 

 

A contribuição também pode ser por qualquer por meio da sua conta de energia. Para isso basta se cadastrar no site do projeto Enel Conto Contigo. Além da conta de energia, o doador também pode ajudar mensalmente no valor de R$ 100 por meio do cartão de crédito.

 


Trabalhos
A associação realiza trabalhos de prevenção para a população geral e assistência para os portadores do vírus HIV. Por esse motivo, a entidade mantém três grupos: Vagalume, Girassol e Casa de Retaguarda Clínica (CRC).

 

 

Vagalume: trata-se de um grupo que realiza ações em empresas, escolas, comunidades em todo Estado, orientando as pessoas sobre as formas de se prevenir sobre Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs).

 

 

Girassol: o grupo atua no Hospital São José, prestando assistência aos pacientes soropositivos. Os voluntários realizam ações como dar comida, pentear cabelo e apoio emocional durante todos os dias da semana nos três turnos.

 


Casa de Retaguarda Clínica (CRC): localizada próximo ao Hospital São José, a casa prover abrigo aos pacientes do hospital que moram em bairros distantes ou no interior do Estado e não têm onde ficar, enquanto aguarda atendimento. Os pacientes podem permanecer no local por até 10 dias.

 

Redação O POVO Online

 

TAGS