PUBLICIDADE
Notícias

Manifestantes protestam contra PEC do teto dos gastos em Fortaleza

A manifestação está sendo realizada por movimentos sociais, sindicatos e partidos de esquerda. Além de ser contra a PEC 55, ato critica governo do presidente Temer

15:56 | 13/12/2016
NULL
NULL

[FOTO1] 

Movimentos sociais fazem, na tarde desta terça-feira, 13, um protesto contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55, que estabelece teto para gastos do governo federal e foi aprovada nesta manhã pelo Senado. A concentração foi iniciada por volta das 15 horas na Praça da Gentilândia, de onde os participantes seguem em direção ao shopping Benfica. O ato será encerrado na Praça do Ferreira, no Centro.

O protesto conta ainda com a participação de sindicatos e partidos de esquerda, como PCB, PSTU, PSol e PTB. Os manifestantes empunham placas contra senadores que votaram a favor da PEC e fazem críticas ao governo do presidente Michel Temer.

Welington Ferreira, do departamento de Geologia da Universidade Federal do Ceará (UFC), diz que o projeto é criminoso e ataca os direitos dos brasileiros. "É um verdadeiro crime, não foi discutido com a população e está sendo feito a toque de caixa por grupos que querem dilapidar a nossa nação".

[SAIBAMAIS]Para ele, a “morte da democracia” começou com o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. “Nós defendemos a Petrobras como a maior empresa brasileira, mas está sendo sucateada. Precisamos de verba para investir na educação e na segurança, esses gastos não são despesas”, afirma.

[FOTO4]

Horrana Alencar, estudante da pós-graduação de Geografia, afirma que a manifestação é uma forma de mostrar resistência contra as pautas de um governo “que só representa os ricos”. “A gente não vai perder nossos direitos de graça.Precisamos nos organizar porque a próxima é a reforma da previdência. Aí serão 20 anos sem saúde, sem educação e sem assistência na aposentadoria”, critica.

[FOTO5] 

[FOTO2] 

[FOTO3] 

 

Redação O POVO Online, com informações do repórter Wagner Mendes
TAGS