PUBLICIDADE
Notícias

Festa de Natal celebra o menino Jesus em Hospital de câncer infantil

A Noite de Natal para pais, crianças e adolescentes atendidos na Associação Peter Pan foi cheia de carinho. A entidade preparou uma ceia da Boa Nova e distribuiu presentes

18:48 | 24/12/2016
Criança recebe presente do Papai Noel
Criança recebe presente do Papai Noel
[FOTO1]
Olga Freire, fundadora da Associação Peter Pan, de luta e apoio às pessoas com câncer, pediu licença e fechou os olhos na noite deste sábado, 24. O gesto, durante entrevista ao O POVO Online sobre a 21a festa de véspera de Natal para as 40 crianças e adolescentes e seus familiares internados no Hospital Peter Pan (HPP) – Centro Pediátrico do Câncer (CPC), serviu para que ela falasse com o coração sobre o sentido de estar ali, celebrando o nascimento do menino Jesus, junto às pessoas que pouco ou nada tem.  
 
“Essa é uma comemoração do Natal de Jesus”, define a princípio, com a voz forte e diz que é preciso trazer o presente para o aniversariante verdadeiro. O Natal do Noel é importante porque a gente se confraterniza, se reencontra, compra pequenos mimos. “Isso é muito bom. Mas não podemos esquecer o berço, a manjedoura de Jesus, que está naqueles que sofrem e nada tem”, ensina. Esse berço, segundo ela, está no velho abandonado, no familiar difícil que pede que a gente tenha paciência, na vivência do amor.
 
O estudante Thiago Monteiro entendeu bem o sentido de receber e partilhar. Há quatro anos, ele foi internado, por um período de sete meses, lutando contra uma leucemia. “Venci essa etapa com a ajuda da Peter Pan. Quero agora dar força a quem está no começo da batalha e dizer que é possível, sim, superar esse momento”, confirma.
 
Uma ceia de Natal, com peru e tudo que se tem direito, foi servida aos pais e funcionários do Hospital Peter Pan. O bom velhinho também marcou presença e visitou os 40 leitos de internação da unidade, entregando presentes - que foram comprados com o que foi arrecadado na Loja do Bem, instalada em um shopping de Fortaleza. Todos os 40 acompanhantes receberam um ventilador.
[FOTO2] 
Ana Letícia Gonçalves, 10, ganhou um mimo melhor do que esperava: um tablet. “E eu tinha pedido uma mochila. Gostei demais. Tô tão feliz”, emociona-se a menina, que mora em Acopiara, a 353 quilômetros de Fortaleza.
 
O Coral de Vozes do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) foi até os leitos durante a visita do bom velhinho. Elizâgela Costa, 36, que acompanha o pequeno Lucas, de 1 ano e quatro meses, não conteve a emoção. “Eu pensava que seria ruim estar aqui, mas foi o melhor Natal da minha vida”, diz. 
TAGS