PUBLICIDADE
Notícias

Após duas fugas, adolescente suspeito de morte de juiz é recapturado

16:36 | 11/12/2016

O adolescente de 17 anos apreendido em março deste ano, suspeito de participação no latrocínio (roubo seguido de morte) do juiz aposentado Edvalson Florêncio Marques Batista, de 77 anos, foi recapturado neste domingo, 11. O jovem já havia fugido duas vezes em menos de 11 dias e foi detido após realizar um assalto no bairro Aldeota.

O juiz titular da Vara da Infância e da Juventude, Manuel Clístenes Gonçalves, informou que na última fuga o rapaz já respondia a 21 atos infracionais.

Ele foi perseguido pela Polícia Militar e foi apreendido após cair de uma motocicleta, junto com outro adolescente, também suspeito de assalto.

O POVO Online procurou a Superintendência do Sistema Estadual de Atendimento Socioeducativo (Seas). Em nota, a Seas informou que o adolescente ''já passou por todos os  procedimentos necessários e foi reencaminhado para o Centro Educacional Dom Aloisio Lorscheider''.

A Seas disse ainda, por meio da sua assessoria, que "não informa a situação processual e nem dados pessoais dos adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa''.

O adolescente foi apreendido em março pelo envolvimento na morte do juiz e encaminhado Centro Educacional Cardeal Aloísio Lorscheider (Cecal), no Planalto Ayrton Senna. Na unidade, ele tentou matar outro jovem e foi levado à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA) para prestar depoimento.

Na viatura policial, ele conseguiu retirar as algemas, aproveitou um momento de desleixo da equipe e fugiu, no dia 24 de novembro. No dia 5 de dezembro, ele foi recapturado no Papicu após assaltar uma mulher com um simulacro de arma.

Um dia depois, foi para uma audiência com o promotor de Justiça, na DCA. Clístenes disse que houve equívoco, e o adolescente foi levado para a Vara da Infância durante a manhã.  No complexo, ele foi deixado em uma cela de espera sem cadeado e acabou fugindo.

O juiz Edvalson Florêncio Marques Batista, de 77 anos, foi morto com um tiro na virilha durante o assalto na Praça Engenheiro Pedro Felipe Borges, a Praça Oficina do Senhor, localizada na rua Bento Albuquerque, no bairro Cocó. 

O adolescente responde atos infracionais por latrocínio, tentativa de homicídio, roubo, tráfico de drogas e porte ilegal de armas. 
 

Redação O POVO Online

TAGS