PUBLICIDADE
Notícias

Quadrinista cearense promove festa para custear projeto de arte pela América Latina

Um quadrinho por dia e retratos de mulheres em uma viagem de cinco meses por sete países da América Latina. Esse é o destino-desafio da quadrinista cearense Sirlanney, a Magra de Ruim, a partir de dezembro. Para custear a jornada e se despedir, ela expõe no Salão das Ilusões

14:03 | 18/11/2016
NULL
NULL

[FOTO1]

O cotidiano em traços de uma mulher correndo a América Latina na boleia de uma caminhonete ano 1998, com motor recém-trocado, uma cama montada na carroceria e a missão de fazer um quadrinho por dia. Do sertão cearense ao frio intenso da Patagônia argentina, de Morada Nova à Oshuaia, de onde o vento faz a curva até o fim do mundo. A viagem, com ares de epopeia, é desatino de desejo moldado nos últimos dois anos pela quadrinista cearense Sirlanney, a Magra de Ruim. No papel, são cinco meses que começam em dezembro próximo, sete países e mais de 30 mil quilômetros. Como se os números já não fizessem brilhar os olhos de quem já sonhou ser Jack Kerouac no seu “On the road”, ela vai manter “sempre que o sinal da internet deixar” um diário de viagem e retratar em aquarelas mulheres pelo caminho.

Na próxima sexta, 18, para marcar a despedida e arrecadar fundos para o projeto intitulado “Viagem ao Fim do Mundo”, Sirlanney faz uma exposição no Salão das Ilusões, no Centro, com venda de pôsteres, originais, zines, pinturas e da segunda edição do livro “Magra de Ruim”, editado pela Lote 42 e ainda não lançada no Ceará. A setlist de Ruth Love é inspirada na trajetória e acompanha o livepaiting que a artista visual também realiza.

A viagem começou a tomar forma quando Sirlanney teve o destino cruzado pelo italiano peregrino no Brasil e em período sabático Marco Vistoli. Namorado há nove meses, Marco acumula algumas funções: suporte logístico, motorista, financiador (em parte) e companheiro de viagem. “Eu já queria e falava dessa viagem, e, quando a gente fala muito, as coisas acabam acontecendo. Queria andar a América Latina, colocar a mochila nas costas e ir. Daí comecei a namorar um maluco que tinha os mesmos planos. E agora vai acontecer”, conta.

[FOTO2] 

De Fortaleza, Sirlanney vai à Morada Nova, no Baixo Jaguaribe. A cidade natal, onde viveu os 18 primeiros anos da vida, será ponto de partida. “É uma coisa particular, vou me despedir da família e, também como vou fazer o diário, achei que daria um bom início: começar do começo”, diz a quadrinista. Os destinos adiante vão sendo construídos, quase coletivamente. Por e-mail ou no site, é possível indicar pessoas e lugares e propor permutas. Numa espécie de escambo, Sirlanney vai oferecendo cursos, palestras, arte e em troca recebe estadia, sugestões e "histórias de mulheres maravilhosas".

“Os quadrinhos diários são o cotidiano contado do ponto de vista de uma mulher, de uma trajetória minha que passa por isso: ser mulher. E os retratos serão de mulheres empoderadas. Vou desenhá-las em aquarelas e escrever um pouco da história delas. Toda menina tem algo para contar”. Assim ela explica como a nuance muito constante e norteadora do seu trabalho - o feminismo - também se fará presente no novo projeto. Como numa observação etnográfica, perceber os traços e feições que ligam os rostos dessas mulheres latinas também é ponto instigador para a artista.

[FOTO3] 

O diário, que deverá ser livro, e os retratos, que comporão uma exposição, poderão ser acessados no site e com uma cota de R$ 2 por mês é possível acompanhar sempre que ela postar. Além do Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai, Chile, Peru e Bolívia serão visitados. O ponto final, que marca o caminho de volta é Oshuaia, a capital da Província da Terra do Fogo, na Argentina. A localização, no extremo sul do continente, foi um dos motivos que determinaram a escolha da cidade. Assim como o começo calhou de ser justo no princípio da história, o fim é onde o chão latino termina.

Serviço

Expô Magra de Ruim

Quando: hoje, 18, a partir das 19h

Onde: Salão das Ilusões (rua Coronel Ferraz, 80 - Centro) Entrada Gratuita

Livro: R$ 35

Multimídia

Para conhecer o projeto https://www.sirlanney.com/

Para apoiar o projeto apoia.se/magraderuim

TAGS