PUBLICIDADE
Notícias

Professores da UFC aprovam greve por tempo determinado

12:55 | 18/11/2016

Atualizada às 18h00min

Os professores da Universidade Federal do Ceará (UFC) aprovaram a greve da categoria, em assembleia na manhã desta sexta-feira, 18, no auditório Reitor Ícaro de Sousa. O comando de greve do Sindicato dos Docentes das Universidades Federais do Estado do Ceará (Adufc) definiu que a paralisação seja mantida até o próximo dia 13 de dezembro, quando a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55 será votada em 2º turno pelo Senado Federal.

Na votação desta manhã, foram contabilizados 211 votos a favor contra 190 contrários à greve. A assembleia foi iniciada às 9 horas da manhã e foi encerrada por volta das 13h40min, sendo transmitida pelo Sindicato:
[VIDEO1]
[SAIBAMAIS]A greve docente está alinhada à greve dos estudantes, que ocupam espaços da universidade contra à PEC 55 (estabelece um teto para os gastos públicos nos próximos 20 anos), dentre outras questões relacionadas à educação.

A greve por tempo determinado, conforme o sindicato, não depende de um plebiscito para ser efetivada como no caso das de tempo indeterminado. Nos dias 31 de outubro e 1º de novembro, foram 913 votos contra a greve por tempo indeterminado e 666 a favor.  

Por meio de assessoria, a UFC afirmou que a Reitoria recebeu, às 17h45min desta sexta-feira, o comunicado da Adufc sobre a deflagração de greve dos docentes por tempo determinado. "A Reitoria respeita a autonomia da entidade sindical", declara a nota.

Foram procuradas as assessorias de comunicação da Universidade Federal do Cariri (UFCA) e da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), cujos docentes também estiveram presentes na assembleia e votaram pela greve. As ligações, feitas para telefones fixos a partir da 17h, não foram atendidas.   

Redação O POVO Online
TAGS