PUBLICIDADE
Notícias

Preso homem suspeito da morte de delegado da Polícia Civil

A ação policial ocorreu no bairro Barra do Ceará

20:08 | 16/11/2016
NULL
NULL

[FOTO1] 

Foi preso nesta quarta-feira, 16, um homem suspeito de envolvimento na morte do delegado Aldísio Ferreira Santiago, 57 anos. A ação policial ocorreu no bairro Barra do Ceará. Participaram da prisão equipes da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD) e da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco).


Conforme a Polícia Civil, as investigações sobre o caso são desenvolvidas pelas especializadas DCTD e Draco, juntamente com a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), para onde o suspeito foi encaminhado.

 

As apurações sobre o caso prosseguem no sentido de identificar e capturar a mulher que também participou da ação criminosa, realizada nesta terça-feira, 15, bem como de apreender a arma utilizada no delito. Outros detalhes serão repassados nesta quinta-feira, 17, em coletiva de imprensa.


Caso
O delegado Aldísio Ferreira Santiago, plantonista da Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), foi assassinado no bairro Maraponga. Ele chegava em sua residência com o filho e a nora, quando foi surpreendido com o anúncio de assalto feito por um casal em uma moto. O policial reagiu à ação criminosa e acabou baleado no rosto.


Aldísio não resistiu aos ferimentos e morreu. Ele tentou intervir mesmo desarmado. O delegado, segundo informações dos familiares, deveria se aposentar no próximo dia 26 deste mês. 

Onda de violência
Entre os dias 6 e 15 deste mês, foram mortos cinco profissionais da segurança pública. Além do caso do delegado Aldísio Ferreira, foram assassinados um policial rodoviário aposentado, um sargento reformado e um soldado e um sargento na ativa. O POVO destacou na edição desta segunda-feira, 14, a violência contra os agentes de segurança, que neste ano registrou o maior número de mortes em dez anos.

TAGS