PUBLICIDADE
Notícias

Preços de produtos de supermercados em Fortaleza caem pelo 2º mês seguido, diz pesquisa do Procon

O órgão realizou a pesquisa nos dias 25 e 26 de outubro. Conforme os resultados, os preços dos 47 itens analisados apresentaram queda de 6,38%

20:45 | 01/11/2016
Casal fazendo compras em um supermercado
Casal fazendo compras em um supermercado

[FOTO1]Os preços dos produtos de supermercados de Fortaleza apresentaram no último mês de outubro queda de 6,38% em comparação com setembro, segundo pesquisa do Procon de Fortaleza. Ao todo, o órgão constatou que os 47 itens analisados tiveram custo médio de R$ 274,76 no mês de setembro, enquanto em outubro esse valor foi R$ 257,23. De acordo com o Procon, é o segundo mês consecutivo que apresentou queda.

A pesquisa foi realizada nos dias 25 e 26 de outubro e analisou inúmeros produtos, em diferentes marcas nas sessões alimentação, higiene pessoal, limpeza doméstica entre outros. O resultado mostrou que 24 itens tiveram diminuição no preço médio e 21 obtiveram aumento.

Dentre os itens de compra, a cebola teve a maior variação com  255,42% com média de preço de R$ 1,53 o quilo. Já o leite apresentou a menor variação com 12,36% e preço médio de R$ 2,92 kg. Na sessão de itens de limpeza doméstica, o sabão em pó sofreu a maior variação de 67,92%, e com preço médio de R$ 4,88.

 

%2b Leia Mais: Pesquisa revela variação de até 305% no preço dos alimentos em supermercados

 

A soma do total dos produtos por supermercados tiveram variação de 50,48% com preço médio de R$ 257,23. O Procon orienta que pesquisas entre os estabelecimentos podem fazer toda a diferença na compra de determinados produtos. O alho, por exemplo, o consumidor pode economizar cerca de R$ 30,42 já que os seus preços vão de R$ 13,48 a R$ 43,90 o quilo.
 
“A pesquisa é um importante instrumento para que o fortalezense possa economizar nas compras em supermercados. São 47 itens agrupados nas principais áreas do consumo neste segmento, sendo importante para o consumidor se apoderar da pesquisa, fazer comparativo de preço entre os supermercados e, assim fazer uma excelente escolha”, aconselhou Claudia Santos, diretora geral do Procon Fortaleza.

 

Confira a pesquisa completa do Procon.

Redação O POVO Online

TAGS