PUBLICIDADE
Notícias

O POVO conquista Prêmio Gandhi com especial Juventudes

A insurgência das Juventudes da Cidade foi contada pelos repórteres Isabel Costa, Rômulo Costa e Thaís Brito

22:16 | 09/11/2016

O POVO conquistou o Prêmio Gandhi de Comunicação na categoria Jornalismo Impresso, na noite desta quarta-feira, 9, com o especial Juventudes, escrito pelos repórteres Rômulo Costa, Isabel Costa e Thaís Brito. A série de reportagens que contou a insurgência das Juventudes de Fortaleza, percorrendo 36 bairros da Cidade, também venceu, no último dia 28 de outubro, o Prêmio de Jornalismo do Banco do Nordeste na categoria nacional de mídia impressa.

O especial Juventudes foi publicado entre outubro e novembro do ano passado. Em quatro cadernos foram explorados os temas Sexualidade e Espiritualidade, Violência e Artes, Consumo e Educação e Territórios e Políticas Públicas.

"Acho que é o reconhecimento do trabalho, principalmente, para esse tema, essa juventude que mostrou que vem sofrendo um processo de extermínio. É muito bom esse prêmio, é uma questão de esperança para juventude, que é tão massacrada e se reinventa tanto, acredita na inovação e educação e em tantos outros temas", disse Isabel Costa.

A repórter Thaís Brito reforçou a importância do trabalho e a oportunidade de se aprofundar no tema. A equipe passou quase dois meses vivenciando a juventude de Fortaleza. "É estranho lembrar desse material que saiu no ano passado e foi tão importante pra gente. Tivemos uma imersão nessa realidade. Conhecemos outras faces da juventude que não tínhamos acesso em matérias factuais. Fomos desafiados a ter outros olhares", afirmou a jornalista.

Segundo o chefe do escritório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Rui Aguiar, os cadernos do especial Juventudes trouxeram originalidade e coragem para mostrar enfoques diversos e estimular o debate sobre como as desigualdades afetam a vida de jovens e adolescentes na Cidade. "Destaco a importância de os cadernos terem investigado as histórias de vida de adolescentes e jovens em Fortaleza, sobretudo a partir das desigualdades. Nos deu impulso para o desenvolvimento da estratégia do Comitê de Prevenção de Homicídios na Adolescência”, declarou Rui.

Confira a lista completa dos ganhadores do prêmio:

Categorias profissionais
Jornalismo impresso: Rômulo Costa, Isabel Costa e Thaís Brito, com a Especial Juventudes (O POVO).


Telejornalismo: Lyana Maria França da Costa Ribeiro, Tiago Lima Melo, Kílvia Muniz Silveira Girão, Maria Elba Batista de Aquino, José Maria de Melo Sousa, com a matéria Para Além das Margens (TV Diário).

Radiojornalismo: Ana Paula Lima e Rachel Gomes, com a matéria Caldeirão: A força da fé (Rádio Universitária FM).

Fotojornalismo: Kid Jr, com Corda Bamba (Diário do Nordeste).

Publicidade e propaganda: Victor da Rocha Mendonça e Carolina Mapurunga, com a campanha Luta pelo fim da cultura do estupro (100 Graus Comunicação e Marketing Ltda)

Jornalismo para internet: Jéssica Welma, Roberta Tavares, Rafael Luís Azevedo, Jéssica Fernanda Leite Moura, Emílio Moreno, Jackson Douglas Santos da Cruz e Mayara Roberta Rodrigues Albuquerque, com a matéria Viúvas do Trabalho (Tribuna do Ceará)

Categoria estudantes
Trabalho de Conclusão de Curso (TCC): Larissa Nobre de Sousa, com o trabalho “Rádio Livre: a ressocialização através da comunicação” (Faculdade 7 de Setembro - Fa7).

Jornalismo: Carlos Eduardo Pereira Freitas, Marcelo Andrey Monteiro de Queiroz, Aline Medeiros Mourão e Larissa Pereira dos Santos, com o trabalho Verde Instante (Universidade Federal do Ceará - UFC)

Publicidade e propaganda: Amanda Oliveira Melo Murray, Germano Vieira Rocha, Marcella Dália Vieira, Nicácio Ramon Braga Lira e Yan Gurgel Esmeraldo, com o trabalho Em qualquer lugar, a qualquer hora (Universidade de Fortaleza - Unifor).

Produtor de Conteúdo Online: Paula Ferreira Rodriguez Fernandes e Wellington Miareli Mesquita, com a matéria Luz na Cracolândia: libertação das drogas (Agência Radioweb – São Paulo/SP)

TAGS