PUBLICIDADE
Notícias

Estudantes da Uece cobram avanço nas negociações da greve

Os alunos bloquearam a avenida Silas Munguba na noite desta quinta-feira, 6, e conduziram os motoristas a entrar no Campus do Itaperi. A paralisação soma cinco meses

19:55 | 06/10/2016
Estudantes da Universidade Estadual do Ceará (Uece) realizaram protesto na noite desta quinta-feira, 6, pedindo o retorno das aulas. Os alunos se concentraram em frente ao Campus do Itaperi, bloqueando o trânsito da avenida Silas Munguba no sentido Parangaba-Castelão. Para continuar, os motoristas precisavam entrar na instituição. A proposta era dar visibilidade ao movimento.

Os estudantes se organizaram em um evento no Facebook. Na página eles cobravam um posicionamento do governador Camilo Santana para negociar com os professores, que estão paralisados há cinco meses. “Sabemos que são inúmeros os problemas na Uece e o governador se omite”, escreveram na descrição do evento.

A motorista Duana Severiano, que passava pelo local, disse que a manifestação deixou o trânsito lento, mas não atrapalhou o tráfego. Ela considerou positiva a ideia de conduzirem os motoristas para dentro do campus. “Eu nunca tinha entrado dentro da Uece. Eles conseguiram chamar a atenção para a universidade de um jeito eficiente”, opinou.

A greve dos professores da Uece foi deflagrada em abril. Em cinco meses de paralisação, os docentes baixaram o reajuste reivindicado de 12,67% para 10,67%. Eles pedem ainda a nomeação de 81 novos professores aprovados no concurso feito em 2015, a liberação da verba para o campus Itapipoca, o Plano de Cargos e a concessão de dedicação exclusiva, dentre outros benefícios.
 
Redação O POVO Online 
TAGS