PUBLICIDADE
Notícias

Acusados de matar policial militar em novembro de 2014 vão a júri popular em Fortaleza

O policial foi morto em novembro de 2014, no bairro Quintino Cunha. Os réus atiravam e espancavam a vítima ao mesmo tempo

19:10 | 26/10/2016

Os quatro acusados de espancar e matar o policial José Henrique Serra Azul Júnior em novembro de 2015 vão a júri popular. A decisão é do juiz Fernando Antonio Pacheco Carvalho Filho, que responde pela 2ª Vara do Júri de Fortaleza. As informações do Tribunal de Justiça do Ceará.

[SAIBAMAIS] Os réus Adyrsson Braúna de Queiroz, Francisco Reginaldo de Macedo Silva, Paulo Henrique da Silva e Robson Rodrigues já haviam sido condenados e recorreram da decisão que os pronunciou por homicídio qualificado (motivo torpe), em concurso de pessoas e por associação criminosa.

Segundo o magistrado, a pronúncia “é digna de sustentação, já que restaram evidenciados nos autos os requisitos básicos indispensáveis à admissibilidade da acusação, quais sejam a materialidade do delito e os indícios suficientes quanto à autoria”. A decisão que manteve a pronúncia foi publicada no Diário da Justiça desta quinta-feira, 20.

Homicídio

Após uma discussão em um bar em que José Henrique teria matado o irmão de um dos quatros autores do crime, eles perseguiram o policial. Ele foi morto com chutes, coronhadas, pontapés e tiros ao mesmo tempo.

O policial morreu em novembro de 2014, na rua Mendes Júnior, no bairro Quintino Cunha, por volta das 20 horas. Os criminosos foram presos em flagrantes.

Redação O POVO Online
TAGS