PUBLICIDADE
Notícias

Mesmo com decisão judicial, homem ainda aguarda cirurgia de urgência

11:19 | 16/09/2016

A 6ª Vara da Fazenda Pública determinou ao Estado do Ceará, na última sexta-feira, 9, a realização de uma cirurgia para um comerciante de 59 anos, que teve um descolamento de retina e corre o risco de perder a visão. A Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) foi notificada na segunda-feira, 12, mas a família do paciente reclama da demora para o procedimento ser realizado, mesmo após liminar judicial.

José Maria Aguiar Portela sentiu uma dor no olho e fez uma consulta na rede pública estadual, quando descobriu que teve o descolamento de retina. Como ele foi informado que precisava fazer a cirurgia de Vitrectomia Posterior Via Pars Plana com urgência, ingressou na Justiça com ação solicitando o procedimento médico.

Segundo a advogada dele, Tânia Lima, o comerciante não possui condições financeiras para realizar o procedimento na rede particular. “É uma ordem judicial, a dignidade humana está em jogo. Se ele não fizer essa cirurgia, vai perder a visão”, argumenta.

Em nota, a Sesa disse que o processo para realização da cirurgia de José Maria Aguiar Portela foi encaminhado, nesta sexta-feira, 16, para a Central de Regulação do SUS do Estado do Ceará. O procedimento será regulado para a Secretaria da Saúde do Município de Fortaleza, ''onde será feito o agendamento da consulta de avaliação para cirurgia e então, confirmada data da mesma’’, completou.

TAGS