PUBLICIDADE
Notícias

Exposição fotográfica "Colo de Pai" mostra a importância do envolvimento paterno no nascimento

Abertura da exposição, que acontece no Hospital São Camilo-Cura d'Ars será na próxima segunda-feira, 22

13:23 | 20/08/2016
NULL
NULL
[FOTO1] Ter o filho nos braços pela primeira vez, olhar nos olhos após meses de espera oculta na barriga da mãe. Para muitos pais, a participação na gestação, no parto e no puerpério pode parecer distante. Mas essa relação está mudando. E tudo começa exatamente no momento em que o “Colo de Pai” acontece.
 
Esse é o nome da exposição da fotógrafa de família e parto humanizado, Roberta Martins, que será aberta na próxima segunda-feira, 22, no Hospital São Camilo - Cura d’Ars. A exposição faz parte do movimento que leva seu nome e acontece no mês de agosto.

“É a primeira vez que um hospital está investindo assim em arte. E isso é importante, porque demonstra que há preocupação com a humanização e o bem estar da mãe e do bebê. Você acaba tendo cada vez mais médicos envolvidos na importância desses laços, que incluem os pais. É de encher o coração”, avalia Roberta. A exposição, itinerante, fez parte do seminário da Associação Brasileira de Obstetrizes, Enfermeiros Obstetras e Neonatais (Abenfo), no Ceará, realizado este mês.  

As imagens compõem o acervo de Roberta, que trabalha há dois anos com parto humanizado. Com experiência em um dos momentos mais importantes da vida de pais e filhos, a fotógrafa destaca o quanto é fundamental a participação paterna. “Ter o pai presente e participando, não só ajudando, mas fazendo, torna o momento até mais seguro. Esses retratos representam esse pai participativo, dentro da vida da criança”, afirma.

PAI PRESENTE

Roger Pires, pai do Lourenço, de cinco meses, sabe dessa importância. Autônomo, ele pode estar presente em quase todos os momentos vividos pelo filho e, junto a outros pais, está dando início a rodas de encontro em Fortaleza. “A ideia é trazer um pouco mais de apoio para os pais. Uma cultura de transformar a experiência, que muitas vezes é de pai ausente, que por anos teve apenas figura de provedor”, diz. 

A licença paternidade é um dos assuntos debatidos nos encontros. Hoje, o direito trabalhista concede apenas cinco dias de licença. Para Roger, o tempo é mínimo e absurdo. “É um recado da lei dizendo que o pai não deve ficar em casa. E estar junto de mãe e filho faz a diferença. Eu e a mãe do Lourenço dividimos o tempo, para que cada um possa trabalhar, sair… isso garante que minha companheira esteja mais feliz e tranquila”, destaca. A exposição Colo de Pai, para Roger, é simbólica, porque torna a imagem de um pai com as crianças nos braços mais natural. 

RODA DE CONVERSA SOBRE AMAMENTAÇÃO

Quem já viveu sabe o quanto pode ser decisivo para a amamentação ter com quem dividir seus desafios. Apertar a mão enquanto o peito ferido está sendo sugado pelo bebê, saber que terá companhia na madrugada em claro alimentando-o, ouvir que “sim, você consegue” e ter o respeito daquele com quem se escolheu ter um filho. O apoio à mãe nesse momento será discutido durante a abertura da exposição, em uma roda de conversa com a participação da psicóloga Carla Weyne.

“Vamos conversar sobre a amamentação, reforçando os benefícios físicos e psicológicos e enfatizando como o pai pode contribuir nesse processo”, explica Carla. A primeira atitude, conforme ela, é entender que o momento é protagonizado pela mãe e que é preciso apoiar as decisões tomadas por ela. “Muitas vezes, por preocupação mesmo, os pais podem não entender que a mãe quer passar pelos desafios da amamentação”, destaca.

Carla ressalta ainda outras forma de apoio paterno: resolver questões objetivas da casa, manter as visitas a uma distância saudável, fazer as compras, trazer água, segurar a mãe, reconhecer o esforço. “Questões práticas de cuidado e proteção”, frisa.

SERVIÇO

Exposição Colo de Pai, da fotógrafa Roberta Martins
Local: Hospital São Camilo - Cura d'Ars (Rua Costa Barros, 833)
Coquetel de Abertura: 22 de agosto, de 18 às 20h
Entrada limitada e a inscrição precisa ser feita através do e-mail: allison@saocamilofortaleza.org.br 
 
A partir do dia 27 de setembro, a exposição segue para o Espaço Mãe do Corpo, como parte do evento Movimento Paterno.  
 
 
As rodas de encontro paternos acontecem no Espaço Mãe do Corpo. Informações pelo número 4141-2304. O site da Mãe do Corpo é http://maedocorpo.com.br/.  

TAGS