PUBLICIDADE
Notícias

Agentes em bicicletas farão abordagem educativa sobre descarte de lixo em pontos críticos

A iniciativa começa com uma equipe de 50 agentes

12:53 | 02/07/2016
NULL
NULL
Cinquenta agentes circularão pelos pontos críticos de descarte irregular de lixo para abordagem educativa da população de Fortaleza. Em locais como a avenida Presidente Castelo Branco (Leste Oeste), que tem pelo menos sete coletas diárias e continua com desafios de limpeza urbana, as equipes atuarão focadas na orientação dos moradores sobre horários de coleta e formas corretas de descarte do lixo.

O Programa de Ciclomonitoramento foi lançado pela Prefeitura neste sábado durante a entrega do 14° ecoponto, no bairro Jangurussu. Até o fim deste ano, a Capital terá 100 agentes em bicicletas e dez supervisores com motocicletas, explicou o secretário da Conservação e Serviços Públicos (SCSP), João Pupo. Gradualmente até o fim do ano, as equipes terão ações com planejamento territorial mais específico.

A iniciativa é parceria entre a SCSP, a Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) e a Autarquia de Regulação, Fiscalização e Controle de Serviços Públicos de Saneamento Ambiental (Acfor). Haverá também abordagem de empresas que fazem descarte inadequado do lixo. Os agentes do ciclomonitoramento farão a abordagem educativa. Se não houver mudança de atitude, eles entram em contato com a fiscalização do Município.

O mais difícil é educar a população, opina a dona de casa Terezinha Pereira, 66. “Minha rua fica inundada quando chove, é cheia de lixo perto da boca do esgoto. A gente manda limpar, mas logo depois o pessoal suja de novo”, lamenta. Ela tem esperança que o ecoponto no bairro Jangurussu, inaugurado a dois quarteirões de casa, possa trazer novo comportamento entre os vizinhos.

Ecopontos

O ecoponto inaugurado neste sábado fica no cruzamento da avenida Castelo Castro com a rua Gengibre, no bairro Jangurussu. O espaço funciona de 8h às 12 horas e de 14h às 17 horas, recebendo gratuitamente o descarte de pequenos volumes de entulho, podas de árvores, móveis, estofados velhos, pneus, óleo de cozinha, aparelhos eletroeletrônicos e outros materiais recicláveis.

Com ele, são 14 inaugurados desde novembro de 2015, incluindo bairros como Cidade 2000, Serrinha e Conjunto Esperança. Conforme dados da Prefeitura, os ecopontos já receberam, até ontem, 1.020 toneladas de materiais. A maior parte deste lixo é de pequenas proporções de entulho, com 866 toneladas aproximadamente.

Com o programa Recicla Fortaleza, a entrega de materiais recicláveis em troca de benefícios é realizada desde o dia 30 de abril. Até agora, os resíduos entregues rendem descontos na conta de energia e créditos no Bilhete Único. Em dois meses, o programa teve 2,8 mil cadastros, com o total de R$ 15,2 mil em benefícios, seja no desconto na conta ou em créditos no Bilhete Único. Vidros, metais, papéis, plástcos, óleo de cozinha e embalagens Tetrapak geram bonificações no programa.
TAGS