PUBLICIDADE
Notícias

Vídeo registra perseguição de taxistas a veículo da Uber em Fortaleza

Motorista e casal de passageiros ficaram apavorados com a situação

19:25 | 27/06/2016
NULL
NULL
Um vídeo que mostra taxistas perseguindo um carro da Uber, em Fortaleza, ganhou repercussão na rede social Facebook. O caso ocorreu no último sábado, 25, durante percurso por vias da Aldeota até a Cidade 2000. As imagens compartilhadas na página "Apoiamos Uber em Fortaleza" já tiveram 22 mil visualizações, 428 compartilhamentos e quase 200 comentários.

[SAIBAMAIS2]A perseguição só acabou após o motorista da Uber entrar no condomínio de um dos passageiros, na Cidade 2000. De acordo com um amigo do condutor perseguido, que preferiu não ser identificado por medo de represália, o colega dele pegou um casal na rua Pereira Filgueiras, no bairro Aldeota, próximo à Receita Federal. A partir dali, eles passaram a ser perseguidos.

Nas imagens compartilhadas no Facebook, dois taxistas seguem o veículo da Uber. Por conta da perseguição, um dos passageiros sugeriu ao motorista que entrasse em seu condomínio. "Ele (motorista) e o casal (passageiros) ficaram apavorados. Ele pensou que ia ser agredido, só não foi porque entrou no condomínio", comentou o amigo do motorista, que também presta serviços para o aplicativo de caronas.

O rapaz contou ao O POVO Online que um grupo com 158 motoristas da Uber foi criado no WhatsApp para "socorrer" colegas em situações semelhantes. "O medo é recorrente. Temos que andar preocupados com os taxistas. Estamos evitando pegar passageiros na Beira Mar por conta de perseguição. Eu mesmo já sofri perseguição, só não me alcançou porque passei por um final e ele (taxista) ficou", completou.

[VIDEO1]
Sinditaxi
Procurada pelo O POVO Online, a direção do Sindicato dos Taxistas (Sinditaxi) informou que não orienta a categoria a exercer o "papel de fiscalização", nem concorda com taxistas que tenham este tipo de conduta. "A nossa orientação é para o taxista informar, quando avistar o transporte ilegal de passageiro, o local de onde de saiu e a placa do veículo". O número para denunciar irregularidades é 3452 9318.

Conforme o Sinditaxi, está prevista uma manifestação da categoria para o dia 29. O movimento foi organizado por taxistas, através das redes sociais. Apesar de não ser um evento oficial do Sindicato, a direção apoia o ato.

Uber
O POVO Online
também procurou a empresa para comentar sobre o caso em Fortaleza. De acordo com a Uber, todo cidadão tem o direito de escolher como quer se mover pela cidade, assim como o direito de trabalhar honestamente.

Em casos de agressões, a companhia indica aos motoristas parceiros que, além de registro de ocorrência na delegacia competente, é cabível representação criminal e queixas-crime.

"A Uber considera inaceitável o uso de violência. Esperamos que motoristas parceiros não se envolvam em brigas e discussões e que contatem imediatamente as autoridades policiais sempre que se sentirem ameaçados. Acreditamos que os motoristas parceiros precisam ter seu direito constitucional de trabalhar preservado e vamos dar todo o suporte necessário para que os agressores sejam julgados e condenados ", disse a empresa. 
TAGS