PUBLICIDADE
Notícias

Mulher sofre ameaça de estupro em rede social; autor de comentário diz ter sido piada

Usuário utilizou hahstag #estuprosim em comentário

18:56 | 28/05/2016
NULL
NULL

Após fazer um comentário em uma postagem no Facebook, uma mulher de 25 anos, que preferiu ter a identidade preservada, recebeu como resposta uma ameaça de estupro. Ela conta que comentou na postagem de um usuário que "relativizava" o estupro coletivo sofrido por uma adolescente de 16 anos no Rio de Janeiro, que teve repercussão internacional, após divulgação das imagens na internet. Em seguida, um homem, amigo do autor da publicação, fez um comentário utilizando a hashtag #estuprosim.

A postagem que gerou incômodo na mulher fazia um questionamento sobre o caso de estupro no Rio de Janeiro. "O que acontece se os 30 estupradores da menina alegaram que são mulheres? Segundo a ideologia de gênero dos esquerdistas, uma pessoa é o que sente, e sua biologia não importa. A sociedade é obrigada a aceitar essa decisão, senão é fascismo! Como a Justiça irá julgar o caso de uma mulher que foi violentada por 30 outras mulheres? Fiquei curioso agora", dizia o post inicial.

"Tem um cara quadrinista, que faz postagens conservadoras e eu já sabia que ele falava esse tipo de coisa, mas dessa vez não quis deixar passar porque era uma misoginia tremenda. Foi então que um amigo dele fez essa piada de estupro", contou ela ao O POVO Online. A mulher já registrou boletim de ocorrência na Polícia contra o internauta que fez o comentário com a hashtag citada.

Comentário e pedido de desculpas
"Fica tranquilo que o bonde do estupro tá se organizando e vamo na tua casa (sic). #estuprosim", comentou o internauta após o comentário da moça. O rapaz, que preferiu não se identificar, disse ao O POVO Online que o comentário foi uma piada.

"Tinham algumas pessoas xingando um amigo num post que ele fez, respondi com uma piada sobre estupro. Tudo o que eu tinha pra falar já falei no último post, o resto é ruído. Tenho o hábito de fazer piadas com qualquer tema, inclusive os mais ofensivos, talvez isso me torne um idiota aos olhos dos outros, mas não me torna um estuprador", relatou ao O POVO Online, referindo-se ao post de pedido de desculpas no Facebook.

Com a repercussão do seu comentário, o rapaz escreveu no post de desculpas que, além de garantir que não irá "machucar ninguém", ele frisou que quem o conhece sabe de seu jeito "polêmico, provocador, grosseiro", com "fraco inegável por piadas mórbidas".

Mulher levará caso adiante
Segundo a mulher, ela não pretende retirar a queixa na Polícia, pois pretende se cercar de todos os cuidados. "Pedi para falar com familiares dele, fiz contato com quem ele trabalha para todos saberem e pretendo processá-lo porque apologia ao estupro é crime. Como eu vou garantir que são pessoas que estão só ladrando e que não vão me morder? Ele pode muito bem me abraçar e fazer qualquer tipo de violência", justificou.

 

Redação O POVO Online

TAGS