PUBLICIDADE
Notícias

Polícia Rodoviária Estadual poderá atuar em áreas cobertas pela AMC

A atuação conjunta dos órgãos de trânsito em toda Cidade foi firmada em convênio, assinado nesta sexta-feira, 8, e deve passar a ocorrer após publicação no Diário Oficial do Município

18:23 | 08/04/2016

Convênio é firmado para atuação conjunta da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e do Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE) em Fortaleza. A parceria, assinada pelo governador Camilo Santana (PT) e pelo prefeito Roberto Cláudio (PDT), compõe o pacote de termos assinados pelo Comitê de Governança do Pacto por um Ceará Pacífico, em reunião na manhã desta sexta-feira, 8, no Palácio da Abolição.

De acordo com a divulgação da assessoria da Casa Civil do Governo do Estado, o convênio possibilita “exercício das atividades de operação e fiscalização de trânsito, de competência da AMC, pela Polícia Militar”. O coronel Paulo Sérgio Braga Ferreira, comandante do BPRE explica que a parceria entra em vigor a partir da publicação no Diário Oficial do Município, que deve ocorrer ainda na próxima semana.

“Dentro de Fortaleza, já atuamos em vias que compõem rodovias estaduais e que cruzam a Capital. Com o convênio passamos a atuar em toda a Cidade e isso nos dá autonomia, o que deve fazer com que as infrações de trânsito sejam acompanhadas por mais órgãos”, explica. Dos 650 agentes da BPRE em todo o Estado, cerca de 150 homens trabalham diretamente em Fortaleza e deverão reforçar a fiscalização e autuação de trânsito.

O comandante afirma que, apesar de serem independentes, as atuações de AMC e BPRE não deixarão áreas sobrepostas nem descobertas. Isso significa que, conforme o coronel, uma mesma infração não será multada duas vezes pelos órgãos. “Vamos funcionar com a estratégia de notificações com que a AMC trabalha, e isso impedirá que haja essa dubiedade nas infrações”, garante.

A AMC informou, por meio de assessoria de imprensa, que só deve explicar o funcionamento do convênio após a publicação em Diário Oficial no Município.

Redação O POVO Online

TAGS