PUBLICIDADE
Notícias

PM e suspeito de assalto morrem em troca de tiros no Pici

O soldado Augusto Herbert Rabelo Félix, lotado no BPRaio, reagiu a uma tentativa de assalto na rua Santo Amaro

07:44 | 12/02/2016
NULL
NULL

Atualizado às 10h20min

Um soldado da Polícia Militar (PM) foi morto por volta das 6 horas desta sexta-feira, 12, no bairro Pici. Augusto Herbert Rabelo Félix, de 27 anos, era lotado no Batalhão de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio). Ele estava de folga e ia, em uma moto, à academia da qual era proprietário, localizada na rua Alagoas, conjunto Planalto Pici. O soldado Félix estava na PM há seis anos.

Conforme o coronel Francisco Souto, do Comando de Policiamento da Capital (CPC), o policial reagiu a uma tentativa de assalto, ocorrida na rua Santo Amaro, no conjunto Planalto Pici. Félix foi abordado por dois homens também em uma moto, modelo Honda Bros, de cor vermelha, continua o relato do coronel. O veículo teria sido roubado no sábado, 6, no bairro Bonsucesso.

Na troca de tiros, o PM foi atingido nas costas e no braço, enquanto o suspeito, identificado apenas como Anderson Maquito, foi baleado no pescoço. Após cair com os dois disparos, o PM ainda recebeu sete tiros no rosto. Os dois morreram no local. Anderson Maquito era conhecido por assaltos que fazia, sendo proveniente da Comunidade do Gueto, na Barra do Ceará, relata o coronel Souto.

Um segundo assaltante teria fugido, com a arma do soldado Félix, na moto Honda Bros. A polícia realiza uma operação nesta manhã na busca pelo suspeito da ação, afirma o coronel Souto. A polícia já o identificou, tendo, inclusive, imagens de câmeras de vigilância que flagraram a ação, mas não repassa maiores detalhes para não prejudicar as investigações.

Este foi o quarto policial morto este ano no Estado. Antes, foram mortos o  sargento José Eudes da Silva Monte, baleado em um ônibus no Conjunto Ceará; o subtenente Benedito Gomes Assunção, morto após uma discussão de trânsito, em Juazeiro do Norte; e o soldado Hudson Danilo Lima de Oliveira, durante uma operação policial em Jaguaretama.


Redação O POVO Online
TAGS