PUBLICIDADE
Notícias

Suspeito morre após tentativa de assalto a ônibus na avenida do Aeroporto

O motorista reagiu quando um jovem tentou esfaqueá-lo e o coletivo saiu desgovernado. Veículo só parou quando bateu na coluna de sustentação da passarela de pedestres da avenida Carlos Jereissati

14:17 | 30/01/2016
NULL
NULL

Atualizada às 15h45min

Um suspeito morreu e outro ficou gravemente ferido após tentativa de assalto a um ônibus da linha 027-Siqueira /Papicu/Via Aeroporto, no início da tarde deste sábado, 30, na avenida do Aeroporto, em Fortaleza. Os dois subiram no coletivo com um terceiro comparsa, no terminal do Siqueira, e no trajeto um deles ameaçou o motorista do ônibus com uma faca, que reagiu e perdeu o controle do ônibus.

A Polícia Militar informou que outros suspeitos estavam esperando do lado de fora do terminal, em uma parada próxima, para entrar no ônibus e fazer um arrastão com o trio. O motorista do ônibus não parou e teria comentado que eles eram conhecidos por fazer assaltos. “Aí o trio se manifestou.  Um deles disse que o motorista tava ‘queimando’ eles e partiu pra cima com uma faca. O motorista saiu do volante e entrou em luta corporal com o suspeito”, explicou o cabo da PM, Carlos Araújo, que fez o atendimento da ocorrência.

Durante a briga, o ônibus desgovernado subiu o canteiro pela lateral, atravessou a ciclofaixa e só parou quando chegou embaixo da passarela de pedestres, na altura do km 3 da avenida Carlos Jereissti, conhecida como avenida do Aeroporto, na CE-401.

L.F.M.S., de 16 anos, tentou pular pela janela do ônibus e teve um ferimento no pé, sendo encaminhado para a UPA do José Walter e, posteriormente, para o Instituro Dr. José Frota (IJF). O suspeito identificado como Lucas Nogueira Pinto, 21, também tentou pular do veículo e bateu a cabeça em uma viga, morrendo dentro do coletivo.

O terceiro suspeito que estava no ônibus conseguiu fugir e ainda não foi encontrado, mas a Polícia realiza buscas no local. O adolescente de 16 anos foi apreendido e será levado à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA).

Os passageiros do veículo foram interrogados, junto com o motorista, que não sofreu ferimentos. Além disso, o  Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Ceará (Sintro) mandou representantes ao local.

“O motorista está muito abalado, foi uma situação muito difícil. Primeiro uma faca no pescoço e depois perder o controle do veículo. A situação está tão crítica que os companheiros já trabalham com medo. Alguém sobe [no ônibus] e os motoristas já ficam com receio”, explica o primeiro suplente do Sintro, José Benones.

O sindicalista ainda lembrou os episódios de violência ocorridos recentemente, como o policial militar baleado quando tentava impedir um assalto em um coletivo, e o cobrador baleado no Barroso. “Essa onda de violência está sendo acompanhada, na próxima segunda-feira vamos fazer uma reunião para discutir essa última tentativa de assalto”, afirma
 

TAGS