PUBLICIDADE
Notícias

Servidores paralisam atividades no hospital César Cals

As atividades foram paralisadas de 7h às 9 horas, mas novos atos poderão ser realizados, conforme o Sindisaúde

13:29 | 29/01/2016
NULL
NULL

Atualizada às 15 horas

Os servidores do Hospital César Cals (HGCC) paralisaram as atividades por duas horas na manhã desta sexta-feira, 29, e protestaram contra a redução da Gratificação por Produtividade, em ato realizado na frente da unidade. O Sindisaúde afirma que foram cortados R$ 100 da remuneração de cada trabalhador e ameaça novas paralisações.

A paralisação dsta manhã, ocorrida entre as 7 e 9 horas, foi para chamar atenção do Governo e da direção do hospital, informou a presidente do Sindisaúde, Marta Brandão. “Essa verba vem do Ministério da Saúde e, como o próprio nome já diz, serve para incentivar os trabalhadores. Mas houve uma redução de 43,97% em dezembro de 2015. Alegam crise financeira e não dialogam com os servidores”, reclama.
[FOTO2]
Segundo Marta, caso o valor não seja restabelecido, os servidores poderão fazer novas paralisações. "Quarta-feira poderemos fazer outra paralisação durante toda a manhã e, se ainda assim não tivermos retorno, vamos parar no Carnaval", afirma.

O POVO Online procurou a assessoria do HGCC, que até o momento, informou apenas hospital está funcionando normalmente, "com o atendimento garantido em todos os serviços"

Redação O POVO Online
TAGS