PUBLICIDADE
Notícias

Áudio de suposto integrante do PCC que convoca guerra em presídios cearenses será investigado

A Sejus explicou que toda denúncia levada ao conhecimento da instituição é investigada de forma rigorosa. Na mensagem, homem fala que bandidos "vão pra cima"

15:29 | 18/01/2016

Um áudio de um suposto integrante do Primeiro Comando da Capital (PCC), que ameaça uma "guerra" em presídios cearenses, está viralizando nas redes sociais, nesta segunda-feira, 18. A mensagem, conforme a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus-CE), foi levada ao setor de inteligência para investigação.

A mensagem de um homem identificado como "Irmão Alê" diz que a "massa carcerária tem que acordar" para não haver ''derramamento de sangue". "Se querem paz vão ter paz, se querem guerra vão ter em dobro. Se é pra ter guerra nós vamos nos armar para guerra [...] Creio que no Ceará também tenha muito bandido, então vamos para cima", argumenta.

O homem afirma ainda que o PCC tem "responsabilidade com o crime". "Procurem o PCC, o PCC tá aí para ajudar vocês, família. Nós não é (sic) injusto, nós faz (sic) justiça em cima da injustiça. Nós tamos (sic) na sintonia da CPPL I, o Carrapicho. O PCC tá de mãos dadas com vocês", completa.

%2b Confira alguns flashes do áudio

A Sejus explicou que toda denúncia levada ao conhecimento da instituição é investigada de forma rigorosa, inclusive no sentido de atestar a autenticidade das informações veiculadas. A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) também foi procurada para esclarecimentos sobre o caso, mas respondeu apenas que a Sejus está à frente do caso.

Redação O POVO Online
TAGS