PUBLICIDADE
Notícias

Ceará cumpre meta de vacinação contra sarampo, mas monitoramento continua

O Ceará ainda não conseguiu interromper a cadeia de transmissão do sarampo, por isso a cobertura vacinal com homogeneidade é fundamental

09:28 | 11/12/2014
NULL
NULL
A campanha de vacinação contra sarampo teve início no dia 10 de dezembro e 622.225 criança já foram vacinadas até a última quarta-feira, 10, em todo o Ceará. Mesmo com a meta batida, a Secretaria da Saúde do Estado convoca os municípios que ainda não realizaram o Monitoramento Rápido de Coberturas ou não o fizeram corretamente. A poulação-alvo era de 573.429 crianças, conforme a Sesa.

O Programa Nacional de Imunizações estabelece a meta de 95% da cobertura vacinal de forma homogênea em todas as localidades no município, no entanto, valores médios elevados podem encobrir bolsões de baixa cobertura em determinados grupos. No ceará, a concentração da doença foi de 93% dos casos de sarampo confirmados em todo o Brasil, conforme o Ministério da Saúde.

Durante o MRC, foram aplicadas 2.029 doses da primeira dose e 2.331 da segunda dose da vacina tríplice viral e 818 doses da tetraviral, totalizando 5.178 doses aplicadas. A cobertura durante o MRC atingiu 95,21% da primeira dose e 103,26% da segunda dose. A Sesa destaca ainda que, nos monitoramentos já realizados pelos municípios, foram identificadas 1.167 crianças não vacinadas.

Segundo a Sesa, o Ceará ainda não conseguiu interromper a cadeia de transmissão do sarampo, por isso a cobertura vacinal com homogeneidade é fundamental. A vacinação das crianças de 6 meses a menores de 1 ano deve ser mantida até 90 dias do último caso da doença.

De acordo com o último boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde do Estado, divulgado em 28 de novembro, foram confirmados no Ceará, a partir de 25 de dezembro do ano passado, 573 casos de sarampo; outros 52 estão em investigação.

Localização

Os casos confirmados da doença estão distribuídos em 25 municípios, a maioria deles em Fortaleza, com 227 confirmações. Foram confirmados casos da doença no mês de novembro em Fortaleza e Maranguape e estão em investigação estão casos distribuídos em oito municípios : Senador Sá, Fortaleza, Granja, Caucaia, Pacajus, Alcântaras, Maracanaú e Sobral.

Redação O POVO Online com informações da Sesa
TAGS