PUBLICIDADE
Notícias

Servidores reúnem-se em frente a Reitoria do IFCE

Funcionários reivindicam revisão de portaria que determina o aumento da carga horária para 40h semanais

15:52 | 14/11/2014
NULL
NULL

Matéria atualizada no dia 17/11/2014, às 10h

 

Servidores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFCE) se reuniram na tarde desta sexta-feira, 14, em frente à Reitoria do Instituto, na avenida Rui Barbosa, no bairro Joaquim Távora. Segundo a assessoria de imprensa do Sindicato dos Servidores (Sindsifce), cerca de 300 funcionários, representantes dos 23 campi do IFCE, reivindicam, principalmente, a revisão da portaria que estabelece que a maioria dos funcionários técnico-administrativos devem cumprir jornada de 40 horas semanais.

"Estamos tendo paralisações heterogêneas desde o começo de outubro e hoje definimos como o dia de unificação dessas paralisações", explicou o professor do IFCE de Aracati e integrante da diretoria do sindicato da categoria, Diego Gadelha. 

Segundo o professor, a categoria não se reúne com o reitor desde 2013. "Esperamos sair daqui hoje com uma agenda de reuniões para que possamos conversar sobre modificações na atual portaria ou a elaboração de um novo documento que respeite a conquista à atual jornada de 30 horas", completa.

Ivan Holanda de Souza, pró-reitor de Gestão de Pessoas do IFCE, afirma que a portaria que determina o aumento do número de horas semanais "está de acordo com a orientação da Controladoria Geral da União".

"Essa paralisação é precipitada, uma vez que nós ainda estamos em fase de fazer o levantamento de quantas servidores serão afetados por essa medida. A portaria está dentro da legalidade. Eles (os servidores) querem que o reitor cometa uma improbidade administrativa", declara.

Segundo informação repassada pela assessoria do Sindsifce, no final da tarde, em reunião entre o pró-reitor e dez representantes da categoria, ficou decidido que o pró-reitor tentará viabilizar até segunda-feira, 17, uma nova reunião, dessa vez, com o reitor do IFCE, Virgílio Araripe. A nova reunião pretende deliberar sobre a portaria que aumenta a carga horária dos funcionários técnicos-administrativos.

 Nota

Em contato com a Redação do O POVO Online, a assessoria de imprensa do IFCE informou que, no último mês de agosto, o reitor teve uma reunião com as quatro seções sindicais em Quixadá, onde teria sido conversado sobre as 30 horas. Neste mesmo encontro, ainda segundo a nota da assessoria, foram formuladas sugestões pelas entidades e entregues ao reitor.

 A nota ainda informa que a portaria citada pelo pró-reitor não determina o aumento do número de horas. "A jornada sempre foi 40 horas. o que os servidores buscam conquistar é o direito de flexibilização para 30 horas, o que a CGU admite desde que sejam estabelecidos critérios", finaliza a nota.

TAGS