PUBLICIDADE
Notícias

Prefeitura de Fortaleza realiza novamente dia D de vacinação contra sarampo e poliomielite

A vacinação continua neste sábado, 22, escolhido como dia D. A campanha se destina para aquelas crianças que não tomaram a primeira dose da imunização

17:47 | 21/11/2014
A etapa da campanha de vacinação contra o sarampo e a poliomielite prossegue neste sábado, 22, para crianças de seis meses a menores de cinco anos. A data foi escolhida como o “Dia D” e a campanha foi iniciada no último dia 8 e segue até o dia 28 de novembro. O público alvo são as crianças que ainda não foram vacinadas no primeiro dia de imunização.

As ações fazem parte da programação da campanha nacional de vacinação. O “Dia D” é uma oportunidade de vacinar as crianças que, por algum motivo, ainda não foram imunizadas contra essas doenças. A medida pretende manter a erradicação da poliomielite e eliminar o sarampo do País. Segundo Vanessa Soldatelli, coordenadora de Imunização da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), em Fortaleza, um total de 157 mil crianças foram vacinadas contra o sarampo e 178 mil contra poliomielite. A meta, segundo a coordenadora, é atingir 100% das crianças nessa faixa etária. 

Em todo o Estado, foram vacinadas mais de 365,9 mil crianças contra a poliomielite, o que representa 63,8% do público alvo. Contra o sarampo, a meta de vacinação já foi superada, uma vez que a campanha foi antecipada devido ao registro de casos da doença no estado. Mais de 608 mil crianças já receberam a dose este ano. Mesmo assim, o Estado continua mobilizado para que as crianças que ainda não tomaram a vacina sejam vacinadas. Em todo o País, o objetivo é imunizar 12,7 milhões de crianças contra a poliomielite e 10,6 milhões de crianças contra o sarampo.

“Se houver dúvidas sobre se houve ou não a vacina, é melhor vacinar novamente. Não tem riscos (em casos de duas vacinações) se o espaço for maior que 15 dias”, aponta a coordenadora. 

Também está disponível, em todos os postos de saúde, a vacina tríplice viral, para prevenção de sarampo, rubéola e caxumba. A imunização foi desenvolvida em um laboratório indiano e só não é recomendada para pessoas que tenham alergia à proteína do leite de vaca, a lactoalbumina hidrolisada. “Estamos orientando as pessoas que tem alergia do leite – não é intolerância a lactose – tem que comunicar no posto porque vão receber outra vacinação. Ninguém vai deixar de receber a vacina”, informa.

Poliomielite – A poliomielite é uma doença infectocontagiosa grave e a única forma de prevenção é por meio da vacinação. Na maioria dos casos, a criança não vai a óbito quando infectada, mas adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso, provocando paralisia irreversível, principalmente nos membros inferiores. A doença é causada pelo poliovírus e a infecção se dá, principalmente, por via oral.

Embora, atualmente, o Brasil esteja livre da paralisia infantil, é fundamental a continuidade das campanhas de vacinação, para evitar a reintrodução do vírus no país. De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), 10 países registraram casos de poliomielite em 2013 e 2014, sendo que três deles são considerados endêmicos (Paquistão, Nigéria e Afeganistão).

Sarampo – O sarampo é uma doença viral aguda grave e altamente contagiosa. Os sintomas mais comuns são febre alta, tosse, manchas avermelhadas, coriza e conjuntivite. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, por meio de secreções expelidas pelo doente ao tossir, falar ou respirar. As complicações infecciosas contribuem para a gravidade do sarampo, particularmente em crianças desnutridas e menores de um ano de idade. A única forma de prevenção também é por meio da vacina.

Os últimos registros de contágio autóctone de sarampo no Brasil ocorreram em 2000. Em 2013 e 2014, foram registrados casos importados ou relacionados à importação, com concentração nos estados de Pernambuco e Ceará. No mundo, em 2014, foram registrados 160 mil casos da doença, de acordo com a OMS. Cabe ressaltar que, com o fluxo de turismo e comércio entre os países, o risco de importação do vírus é maior, por isso a importância da imunização.
 
Confira o endereço dos Postos de Saúde:
Regional I
http://fortaleza.ce.gov.br/sms/regional-i
 
Regional II
http://fortaleza.ce.gov.br/sms/regional-ii
 
Regional III
http://fortaleza.ce.gov.br/sms/regional-iii
 
Regional IV
http://fortaleza.ce.gov.br/sms/regional-iv
 
Regional V
http://fortaleza.ce.gov.br/sms/regional-v 
 
Regional VI 
http://fortaleza.ce.gov.br/sms/regional-vi 
 
 
Redação O POVO Online 
TAGS