PUBLICIDADE
Notícias

Postos de saúde iniciam vacinação contra Poliomelite

A meta da Prefeitura de Fortaleza é que mais de 150 mil crianças sejam vacinadas nos 93 postos de saúde da capital cearense

08:32 | 03/11/2014
NULL
NULL

A partir desta segunda-feira, 3, a Prefeitura Municipal de Fortaleza (PMF) por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), realiza a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomelite na capital cearense.

 Crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade poderão tomar a vacina nos 93 postos de saúde da cidade. A programação segue durante todo o mês de novembro, com a realização do dia "D" em duas datas: 8 e 22 de novembro.

 Segundo informações da PMF, Fortaleza alcançou a meta em 2013, vacinando 96,13% do público alvo da campanha. A expectativa para esse ano é que 157.210 crianças sejam vacinadas.

 As salas de imunização encerram atendimento às 18h30, onde a população ainda terá acesso a 3ª dose contra hepatite B, a vacina tríplice viral contra sarampo, caxumba e rubéola.

[SAIBAMAIS2]No Brasil, desde 1990, não são registrados casos de poliomielite e em 1994 o País recebeu da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) a certificação de área livre de circulação do poliovírus selvagem do seu território, juntamente com os demais países das Américas.

 

Conheça a doença

Poliomielite ou paralisia infantil é uma doença contagiosa aguda causada pelo poliovírus (sorotipos 1, 2, 3), que pode infectar crianças e adultos por via fecal-oral (através do contato direto com as fezes ou com secreções expelidas pela boca das pessoas infectadas) e provocar ou não paralisia.

A multiplicação desse vírus começa na garganta ou nos intestinos, locais por onde penetra no organismo. Dali, alcança a corrente sanguínea e pode atingir o cérebro. Quando a infecção ataca o sistema nervoso, destrói os neurônios motores e provoca paralisia em um dos membros inferiores. A doença pode ser mortal, se forem infectadas as células dos centros nervosos que controlam os músculos respiratórios e da deglutição.

 

Redação O POVO Online

TAGS