PUBLICIDADE
Notícias

Polícia captura suspeito de assassinar pastor evangélico

Vítima trafegava com vidro fechado e teria se recusado a abri-lo. Autores do crime seriam jovens que "surfavam" sobre trem. Um deles, de 16 anos, foi encontrado na Via Expressa

11:49 | 06/11/2014

Atualizada às 14h22min

Foi apreendido, na manhã desta quinta, 6, um adolescente, de 16 anos, suspeito de matar o pasto evangélico Paulo César de Araújo, 46, morto em uma tentativa de assalto, na tarde da última quarta-feira, 5. As informações foram repassadas pela comandante da Área Integrada de Segurança (AIS) 3, a delegada Socorro Portela, também titular do 2º Distrito Policial. Segundo a Polícia, o jovem é um dos três adolescentes que assassinaram o pastor evangélico.

 

O jovem foi encontrado na Via Expressa, esquina com avenida Alberto Sá. O adolescente de 16 anos será encaminhado para a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), no São Gerardo. Os outros dois suspeitos de participação no assassinato do pastor evangélico, dois outros adolescentes de 16 e 17 anos, conseguiram fugir. Ainda segundo a Polícia, moradores da área informaram que os dois rapazes tinham fugido para alguma cidade do Interior.

 

A Polícia encontrou os jovens após denúncias anônimas e através de um vídeo feito por câmeras do monitoramento da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança, na área. O adolescente apreendido já tinha passagem pela Polícia por tráfico de drogas. 


Crime

O crime aconteceu por volta das 16 horas. A vítima estava sozinha em um Celta. Segundo a Polícia, ele estava indo buscar a filha na faculdade. O veículo estava parado em um semáforo, próximo à avenida Santos Dumont, com o vidro fechado, quando foi abordado, pelos adolescentes, que estavam “surfando” sobre um trem e desceram em direção à Via Expressa.

Paulo César teria se recusado a abrir o vidro diante da abordagem. Um dos jovens atirou contra o pastor, que foi atingido no peito. Mesmo baleado, ele conseguiu dirigir e ainda dobrou à direita na avenida Santos Dumont. O veículo parou em frente à loja Aldeota Tintas.

Após os tiros, os jovens voltaram em direção ao trilho e conseguiram fugir, subindo em outro trem. 

 

Redação O POVO Online
TAGS