PUBLICIDADE
Notícias

Homem, a serviço da Coelce, leva choque e tem 90% do corpo queimado

Francisco Juscelino demorou cerca de 40 minutos para ser retirado, tempo de espera para a Coelce desligar a rede elétrica do poste. Ele teve 90% do corpo queimado, conforme o IJF

10:21 | 24/10/2014
NULL
NULL

Atualizada às 11h40min

Um funcionário, a serviço da Companhia de Energia Elétrica do Ceará (Coelce), levou um choque em um poste na esquina da rua Rocha Lima com avenida Dom Manuel, na manhã desta sexta-feira, 24. Durante cerca de duas horas, o homem parecia morto, desacordado pendurado ao poste.

[VIDEO1] 

Identificado como Francisco Joceliano Saldanha Bezerra, conhecido como Jocélio, 27, o homem é funcionário da Loprese, terceirizada da Coelce há mais de quatro anos. Segundo o socorrista do Serviço de Atendimento Móvel Urgente (Samu), Ederson José, o eletricista recebeu duas cargas elétricas. "Ele só não morreu porque as descargas não foram contínuas", informou. Joceliano foi encaminhado ao Instituto Doutor José Frota (IJF) e respirava com dificuldade.

Os choques elétricos ocorreram após um curto-circuito no poste em que ele havia acabado de subir, no início de seu expediente. Segundo o auxiliar Sandoval Cipriano Sousa, que também subiu no poste com Joceliano, eles foram informados pela Coelce que o poste estava sem energia, mas aquele era o poste errado. "Eu subi primeiro e o Joceliano subiu logo depois com os equipamentos. Ao tentar verificar o problema, ele recebeu a primeira descarga. Então eu desci para chamar ajuda. Ao tentar subir com mais um colega, ele levou a segunda descarga e o capacete e equipamento caíram. Desci e chamei os bombeiros".

Segundo comerciantes da área, o primeiro sinal do acidente, um estrondo,  foi ouvido por volta das 10 horas. O Corpo de Bombeiros e as ambulâncias chegaram ao local, depois de serem acionados pelo auxiliar. O serviço de retirada de Joceliano demorou cerca de 40 minutos, tempo de espera para a Coelce desligar a rede elétrica do poste. 

Joceliano teve 90% do corpo queimado, conforme informações repassadas pelo IJF. Ainda de acordo com o socorrista Eliomar Cochrane, o Samu foi acionado às 9h25min. O intervalo entre a primeira e a segunda descarga foi de 15 minutos.

A equipe de salvamento dos bombeiros começou as tentativas de resgate por volta das 10h20min. Foi feito teste na rede com um engenheiro da Coelce, que verificou que ainda havia eletricidade. A descida da equipe gerou protestos de curiosos que acompanhavam a operação.

Ao chegar ao solo, o Sargento Lucas, do Corpo de Bombeiros, afirmou que Joceliano ainda estava vivo. A população aplaudiu a notícia e passou a cobrar mais celeridade no resgate.

Uma ambulância do SAMU já aguardava prontamente a chegada do eletricista ao solo. Os bombeiros levaram cerca de quatro minutos para conseguir desprender o corpo do eletricista do equipamento de segurança e posicioná-lo para a descida.

Aproximadamente 10 minutos depois Joceliano foi conduzido, respirando, à ambulância. Segundo relato do Sargento Lucas, bombeiro que fez o resgate, Joceliano estava inconsciente e com muitas queimaduras, mas ainda se movia. “Ele fazia um movimento com a língua como se estivesse tentando hidratar os lábios”, comentou.

A Autarquia de Trânsito, Serviços Público e Cidadania (AMC) informou que bloqueou o cruzamento da Dom Manuel com a Rocha Lima, mas trânsito voltou ao normal por volta das 11 horas.

Em nota, a Coelce lamentou o ocorrido e informou que analisa as causas do acidente, além de afirmar que vai prestar a assitência necessária à vítima. "A Coelce informa, ainda, que adota rigorosos padrões de segurança em suas atividades e capacita, periodicamente, funcionários próprios e parceiros com base em normas nacionais e internacionais de segurança", completa.

O eletricista

Jocélio, 27, funcionário da Loprese, terceirizada da Coelce, há mais de quatro anos, retornou das férias na quinta-feira, 23. Hoje era seu primeiro dia de trabalho. Ele é natural de Jaguaribe.

Semáforos apagados

Muitos semáforos ficaram sem energia após o acidente com o funcionário. A AMC informou que os aparelhos já foram reparados. Veja os pontos que tiveram semáforos apagados:

- Desembargador Moreira com Abolição

- Almirante Jaceguai com Almirante Barroso

- Padre Cícero com Avenida da Universidade

- Domingos Olímpio com Aguanambi

- 13 de maio com Carapinima

- 13 de maio com Marechal Deodoro

- Duque de Caxias com Sólon Pinheiro

- Luciano carneiro com Min. Joaquim Bastos

- Duque de Caxias com Floriano Peixoto

- Meton de Alencar com Jaime Benévolo

- Prof. Costa Mendes com Alberto magno

- Eduardo girão com Avenida dos expediecionarios

- Avenida Dom Manuel com Padre Valdevino

- Duque de Caxias com Heráclito Graça

- Domingos Olímpio com Jaime Benévolo

- Lucinao Carneiro com Eduardo Girão

- Barão de Aratanha com Luciano Carneiro

- Borges de Melo com Luciano Carneiro

- Duque de Caxias com Tristão Gonçalves

- Expedicionários com Borges de melo

- Tristão Gonçalves com Antônio Pompeu

- Tristão Gonçalves com  Meton de Alencar

- Pinto Madeira com Dom Manuel

- Domingos Olímpio com Avenida da Universidade

- Heráclito Graça com Dona Leopoldina

- Historiador Raimundo Girão com Idelfonso Albano

- Historiador Raimundo Girão com João Cordeiro 

- Duque de Caxias com Imperador

- Sena Madureira com Pedro Pereira

 

- Dom Manuel com Pereira Filgueiras

- Dom Manuel com Monsenhor Tabosa

- Barão de Studart com Abolição

- Castro e Silva com Conde D'eu

- Manoel Jesuíno com Tavares Coutinho

- Gomes de Matos na altura do número 300 

%2b Veja galeria de fotos do resgate

 

Redação O POVO Online 

TAGS