PUBLICIDADE
Notícias

Implantação das bicicletas compartilhadas em Fortaleza está prevista para outubro

O projeto prevê inicialmente estações em quatro pontos: Aldeota, Bezerra de Menezes %u2013 Benfica, Centro %u2013 Praia de Iracema e Iguatemi %u2013 Unifor

17:16 | 10/09/2014
NULL
NULL
A implantação das Bicicletas Compartilhadas em Fortaleza está prevista para o mês de outubro. A informação foi divulgada pela prefeitura na manhã desta quarta-feira, 10, no Paço Municipal, durante lançamento do edital.

O documento exige que a empresa vencedora da licitação para operar o sistema instale no mínimo 40 estações em pontos estratégicos da cidade com 400 bicicletas disponíveis para os usuários. O projeto prevê inicialmente estações em quatro pontos: Aldeota, Bezerra de Menezes – Benfica, Centro – Praia de Iracema e Iguatemi – Unifor.

A utilização dos usuários pode ser realizada após cadastro no site da prefeitura, por telefone ou por um aplicativo do smartphone. A tarifação dá direito a ilimitados usos de 1 hora, desde que haja intervalo de pelo menos 15 minutos entre as retiradas. Para quem for utilizar o serviço avulsamente será cobrado o valor diário de R$ 5.

Em casos de assinatura mensal do serviço, é cobrada uma taxa de R$ 10 ao usuário e anualmente fica no valor de R$ 60. Cada hora excedente será tarifado R$ 5. Quem usar o Bilhete Único (BU) poderá fazer integração com o sistema e usar gratuitamente. O horário de funcionamento é de 5h às 0h para retirada de bicicletas e de 24h para devolução.

O funcionamento do sistema não terá custo para a administração municipal, que ficará a cargo da extensão da quilometragem das redes cicloviárias nas ruas e avenidas da Capital. Atualmente a cidade possui 86 km de rede cicloviária com previsão de expansão para 524 km no período de 15 anos, de acordo com o Plano Cicloviário.

Segundo o Secretário de Conservação e Serviços Públicos, Luiz Alberto Sabóia, estão sendo feitos convites para que empresas cearenses patrocinem o sistema. "A gente quer chamar as empresas cearenses que possam contribuir com esse sistema. Esse sistema funciona baseado em patrocínios, então nós estamos fazendo um convite às empresas genuinamente cearenses e às empresas de fora que possam dar esse presente para a cidade de Fortaleza."

Redação O POVO Online com informações da repórter Viviane Sobral

TAGS