PUBLICIDADE
Notícias

Mais de cinco assaltos a ônibus por dia em Fortaleza

Em 2013, foram 2.528 assaltos a ônibus na Capital, uma média de 7 ocorrências por dia. Especialista em segurança recomenda cuidados para se prevenir nos coletivos

09:30 | 22/08/2014
NULL
NULL

De janeiro a julho deste ano, 1.149 assaltos a ônibus foram registrados em Fortaleza, conforme levantamento do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus). Em média, foram 5,42 assaltos desse tipo por dia na capital cearense. A média do ano de 2013 foi de 7 assaltos por dia.

Em relação ao ano de 2013, que teve um total de 2.528 assaltos, houve uma redução de 12, 47% (considerando janeiro a junho). Janeiro foi o único mês de 2014 com mais assaltos em relação a 2013 (230 contra o registro de 181 do ano passado). Nos outros meses, fevereiro, março, abril, maio e junho, foram registrados menos assaltos que o mesmo período de 2013.

Mesmo com os números mais baixos, casos emblemáticos de assaltos a coletivos foram registrados neste ano. Em maio, a morte do motorista Francisco Erivaldo Matias Marinho, em um assalto à linha Parque Santa Maria/Siqueira, causou a paralisação de ônibus em toda a cidade e mexeu com a rotina dos usuários.

Na semana passada, a cabeleireira Francisca Fábia Freire dos Santos, 49, foi morta a facadas em assalto a um ônibus da linha Conjunto São Cristóvão, em Messejana. Seis adolescentes que estavam na travessa Espacial, no conjunto João Paulo II, foram detidos e conduzidos à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA).

Em fevereiro, ataques incendiários a ônibus na grande Fortaleza geraram um prejuízo de cerca de R$ 1,5 milhão, conforme levantado na época pelo O POVO, com dados do Sindiônibus. A ofensiva aos ônibus fez com que a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) lançasse, no dia 18 de fevereiro, a operação “Coletivo Seguro”.

Operação
A SSPDS informou que continua com a operação de combate a assaltos e outras práticas criminosas no interior de ônibus, micro-ônibus e vans que circulam diariamente pelas seis Áreas Integradas de Segurança (AIS) da Capital.

Em nota, a secretaria disse que o “Coletivo Seguro” prevê ações que abrangem, “desde abordagens a revistas pessoais de passageiros, além de um trabalho de inteligência com policiais dentro dos coletivos e vans”.

A SSPDS também explica, por meio de sua assessoria, que não há um efetivo fixo para as AIS, pois o número varia de acordo com comandante de cada área, que direciona seus policiais para realizar as blitz.

Recomendações
No caso de assaltos, o Sindiônibus recomenda aos usuários que não reajam e evitem circular com dinheiro, optando pelo Bilhete Único. O presidente da empresa, Dimas Barreira, informa que foram investidos cerca de R$ 30 milhões em estrutura e equipamentos de bilhetagem eletrônica, “tecnologia que proporcionou uma diminuição da circulação de numerário nos veículos, além do monitoramento de câmeras de vídeo, rastreamento por GPS e em mão de obra capacitada”.

Ainda segundo ele, uma central do Sindiônibus monitora 24 horas por dia todos os veículos por aparelhos de GPS e repassa as ocorrências relevantes para as autoridades de segurança. O especialista em segurança do grupo GR, Samuel Washington, fez sete recomendações para ajudar a população a se prevenir desse tipo de assalto.

Confira as dicas para se prevenir:

1. Não usar celular na cintura e/ou em bolsos. Segundo Samuel, essa prática permite que os assaltantes possam furtá-lo com facilidade. O ideal é colocar o aparelho no modo vibratório ou silencioso e nunca deixá-lo à mostra;

2. Avaliar sempre se é realmente necessário levar o notebook ou o tablet do trabalho para casa ou vice-versa;

3. Sentar próximo ao motorista ou cobrador, principalmente em ônibus com poucos passageiros;

4. Evitar usar joias, relógios, roupas e outros objetos que pareçam de valor;

5. Não carregar grandes quantias em dinheiro. Se houver necessidade, Samuel explica que o usuário do transporte coletivo pode dividir o dinheiro em várias partes da roupa, evitando colocar carteira ou dinheiro nos bolsos visíveis;

6. Não esperar os ônibus em paradas desertas e mal iluminadas;

7. No transporte público, evitar viajar em ônibus ou vagões vazios.

Assaltos em 2014
Janeiro: 230 (média por dia - 7,42)
Fevereiro: 150 (média por dia - 5,36)
Março: 205 (média por dia - 6,62)
Abril: 136 (média por dia - 4,54)
Maio: 171 (média por dia - 5,52)
Junho: 151 (média por dia - 5)
Julho: 106 (média por dia - 3,42) <br>Total: 1.149
Média mensal: 164,14
Média diária: 5,42

Assatos em 2013  <br>Janeiro: 181
Fevereiro: 186
Março: 220
Abril: 174
Maio: 183
Junho: 201
Julho: 255
Agosto: 211
Setembro: 258
Outubro: 270
Novembro: 200
Dezembro: 189
Total: 2.528
Média mensal: 210,67
Média diária: 7

AMANDA ARAÚJO

TAGS