PUBLICIDADE
Notícias

Grupo realiza ato contra intervenções privadas no parque Rio Branco

A possibilidade de um projeto comercial no local, encabeçada pela Floresce, preocupa os participantes do Proparque, que querem a manutenção do espaço público de lazer

13:21 | 19/08/2014
NULL
NULL
Durante a manhã desta terça-feira, 19, o movimento Proparque realizou um ato para manutenção do Parque Rio Branco, na avenida Pontes Vieira, no bairro Joaquim Távora. O grupo é contra intervenções privadas no local e quer sensibilizar as pessoas para a manutenção do espaço, conforme a organização.

Ademir Costa, gerente de documentação do Proparque, explica que atualmente dez pessoas integram o grupo. O ato foi marcado após a Associação Cearense de Produtores de Flores e Plantas Ornamentais (Floresce) mostrar interesse no local, com a possibilidade de construção de um centro comercial para intensificar as vendas do setor.

A possibilidade de o projeto ser implantado na região ainda é analisada, conforme O POVO publicou nesta terça, mas já preocupa o Proparque. “Tem que manter os equipamentos, os brinquedos, é uma área importante de lazer”, defende Ademir. Cerca de 300 pessoas que caminhavam no parque nesta manhã foram convidadas a participarem do debate, conta Ademir.

“Inclusive recebemos um representante do Proparque Rachel de Queiroz, com atuação no bairro Vila Ellery”, comenta. Sobre a construção do empreendimento no Rio Branco, a Secretaria do Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) informou que não tem conhecimento sobre o projeto.

Redação O POVO Online

TAGS