PUBLICIDADE
Notícias

Mexicanos e brasileiros que brigaram em jogo no Castelão são condenados

Os acusados de tumulto e lesão corporal leve devem pagar salário mínimo à instituição. Juíza também entendeu caso como crime de rixa

17:33 | 01/07/2014
Os três torcedores mexicanos e três brasileiros, que se envolveram em briga durante o jogo entre Holanda e México na Arena Castelão, no último domingo, 29,devem pagar um salário mínimo, cada, em favor da instituição Casa de Menino Jesus. A medida foi definida em audiência realizada na última segunda-feira, 30, na sede do 4º Juizado Especial Cível e Criminal (JECC).

Os torcedores foram autuados por tumulto e lesão corporal leve, mas a juíza Maria José Bentes Pinto também entendeu que os indícios do fato apontavam para o crime de rixa. Segundo o TJCE, o crime é considerado de menor potencial ofensivo e os autuados não apresentavam antecedentes criminais, sendo beneficiado com o pagamento de de R$ 724,00.

Os estrangeiros poderão deixar o país somente após comprovação do pagamento, tendo, assim como os brasileiros, extinta a punição da rixa.

Outras ocorrências
Durante o jogo de domingo, 29, quatro mexicanos foram presos em flagrante acusados de espancar dois advogados cearenses. Em outro episódio, um mexicano quebrou a perna durante uma briga dentro de um dos ônibus que levava torcedores aos bolsões de estacionamento.

Redação O POVO Online

TAGS