PUBLICIDADE
Notícias

BR-020 é liberada após manifestação do MTST

Os manifestantes bloquearam a BR nos dois sentidos, com queima de pneus e outros objetos. Para a organização do evento foram 1.500 pessoas; já a PRF estimou 200

10:42 | 14/07/2014
NULL
NULL

Atualizada às 15h10min

Cerca de uma hora depois, integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) desobstruíram a BR-020 na manhã desta segunda-feira, 14. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), 200 manifestantes deixaram o local após negociação com o inspetor Alexandre Azevedo, chefe do núcleo de policiamento da PRF. Eles haviam bloqueado a rodovia nos dois sentidos, próximo ao anel viário que dá acesso à BR-116, no km 4, entre 10h38 e 11h54. Houve registro de um grande congestionamento no local.

De acordo com a PRF, os trabalhadores queimaram pneus e outros objetos. A manifestação vinha, desde o começo da manhã, se encaminhando à rodovia. Agentes da PRF foram ao local para controlar o trânsito, que costuma ter fluxo intenso no dia a dia. Houve também a presença da Polícia Militar (PM). Não houve confrontos durante a manifestação.

A PRF informou que foram acionadas três equipes da PRF e uma do Corpo de Bombeiros para o local. Durante a interdição, formaram-se dois quilômetros de engarrafamento em cada sentido da rodovia.

O coordenador estadual do MTST, Róger Medeiros, informou que no local havia cerca de 1.500 trabalhadores. Segundo ele, o motivo do protesto foi uma ameaça de despejo das famílias que estão acampadas na Paupina, que teria sido anunciada pelo secretário das Cidades do Ceará, Carlo Ferrentini, na última semana.

[FOTO2]

 

 

 

 

 

 

 

O movimento, em nota, informou que: "O MTST só quer garantir que os  acampados fiquem no terreno até o fim das negociações e promete fazer  luta todos os dias do encontro do BRICS, até que saia essa garantia. O movimento não tem nenhuma intenção de atrapalhar o encontro mas em  resposta ao secretário Carlo Ferrentini e sua ameaça de despejo, pararemos a cidade todos os dias do encontro e for preciso."

Nesta terça, às 10h, está marcada uma reunião com coordenadores do MTST à com representantes da Habitafor na sede do órgão municipal, juntamente com Secretaria das Cidades do Ceará e representantes da Secretaria Geral da Presidência da República e do Ministério das Cidades do Governo Federal.

Procurada pelo O POVO Online, a Habitafor confirmou a reunião na sede, onde é esperado que o movimento apresente as pautas da reivindicação. Já a assessoria da Secretaria de Cidades informou que dará um retorno em breve sobre o assunto.

Redação O POVO Online

TAGS