PUBLICIDADE
Notícias

Quadra chuvosa do Ceará fica 24% abaixo da média histórica

Abril foi o mês mais crítico, com 32,2% abaixo da média histórica, segundo a Funceme

13:41 | 13/06/2014

A quadra chuvosa do Ceará no primeiro semestre de 2014 - entre os meses de janeiro a maio - ficou abaixo da média histórica, como previu no início deste ano a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). O Estado ficou 24% abaixo da média. O resultado oficial foi divulgado na manhã desta sexta-feira, 13, pela Funceme.

Segundo a Fundação, abril foi o mês mais crítico, com 32,2% abaixo da média histórica, seguido de fevereiro (27,7%) e março (23,3%). O Litoral Norte foi a macrorregião mais afetada, com 35,4% abaixo da média, seguida da Ibiapaba (33,4%) e do Litoral do Pecém (31,4%). O município de Independência foi o menor total acumulado de precipitação entre fevereiro e maio, com 176,8 mm. Sobral chegou a ficar neste período 73 dias sem precipitação.

Em contraponto, a região do Cariri, que iniciou o ano com uma grande estiagem, terminou o semestre acima da média, com 7,2%. Todas as demais macrorregiões apresentaram precipitações abaixo da média no período. O maior total acumulado de precipitação foi em Ibiapina, com 1.302,0 mm de chuva.

As informações oficiais relativas à quadra chuvosa de 2014 foram colhidas nos postos pluviométricos do Ceará, que tem cerca de 570, distribuídos nos 184 municípios.

Redação O POVO Online com informações da repórter Sara Oliveira

TAGS