PUBLICIDADE
Notícias

Homem morre e policial é baleado no Tancredo Neves

Dupla acusada de efetuar os disparos foi detida pelo Batalhão de Choque. O policial não corre risco de vida, segundo o IJF

16:40 | 30/05/2014

Atualizada às 21h15min

Um homem foi morto na tarde desta sexta-feira, 30, no bairro Presidente Tancredo Neves. Na ação, um sargento que estava à paisana foi baleado e encaminhado ao Instituto Doutor José Frota (IJF), conforme informações do Comando de Policiamento da Capital (CPC). Os acusados foram detidos.

Segundo o major Océlio Atanásio, o policial estava em um mercadinho do bairro quando foi atingido por uma bala perdida. Os autores do disparo pretendiam executar um desafeto na região. Os tiros acabaram matando Jonatan Ferreira da Silva, 27 anos,  e atingindo o policial, identificado como Francisco Eudes Odorico de Sousa.

Após os disparos, os acusados, um adolescente de 17 anos e um adulto conhecido como "Fly", 24 anos, foram capturados pelo Batalhão de Polícia de Choque  (BPChoque). Com o suspeitos, ainda foram apreendidos 1,5 kg de maconha e duas pistolas, uma 45 e a outra 380, que atingiu o policial e Jonatan.

Os acusados foram levados à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), no São Geraldo, onde realizaram procendimento do flagrante. O adulto foi encaminhado ao 30° Distrito Policial, no bairro Jangurussu (Conjunto São Cristovão), conforme o comandante do 16º Batalhão da PM, o tenente-coronel Sergistóteles Freire.

O policial foi atingido na altura do tórax direito, ainda conforme Océlio. Ele foi medicado no IJF, está consicente e não corre risco de vida, informou a emergência do hospital. Francisco Eudes era do Batalhão de Polícia de Guardas (BPGd). Jonatan respondia na Justiça pelos crimes de furto e assalto, segundo informações da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). 

Este foi o 6° caso de violência contra policial registrado nesta sexta-feira, 30. Na ultima semana, foram quatro policiais atingidos com disparos em tentativas de assalto. O último caso ocorreu na terça-feira, 27, quando o Soldado Oliveira, do Batalhão Comunitário da Messejana, lavava o carro em frente à casa onde mora, no bairro Serrinha, quando foi abordado por quatro homens armados.

O soldado conseguiu escapar e se refugiou dentro de casa. Os homens, no entanto, alvejaram todo o carro dele e fugiram.  Na sexta-feira, 27, um soldado do Policiamento Ostensivo Geral (POG) foi baleado com três tiros durante um assalto a uma loja de surfe na Praia do Icaraí, em Caucaia.

Ações
Na última terça-feira, 20, o policial militar Paulo Henrique de Farias Nobre foi morto ao reagir a um assalto no Conjunto Ceará. Na ocasião, a esposa do militar foi baleada.

Na quarta-feira, 21, o soldado Arlindo Gomes da Silva foi atingido na cabeça, no tórax e na região do quadril no bairro Jóquei Clube. De acordo o IJF, o soldado continua em estado grave. Ele não apresentou evolução e está sob ventilação mecânica.

Já na quinta-feira, 22, o subtenente Raimundo Arruda Melo foi baleado em assalto enquanto trocava o pneu do carro, na rua Germano Franck, na Parangaba. Segundo o IJF, ele passou por cirurgia. O quadro é estável.

Redação O POVO Online

TAGS