PUBLICIDADE
Notícias

Acusado de matar padre Elvis está entre os foragidos da CPPL II

Durante a madrugada desta sexta-feira, 13 presos da CPPL II, em Itaitinga, arrancaram as grades de uma cela e fugiram do local

16:19 | 04/04/2014
NULL
NULL
Entre os dois presos que fugiram da Casa de Privação Provisória de Liberdade (CPPL II), em Itaitinga, e estão foragidos é Reris Silva dos Santos, 21, detido pela morte do padre Elvis Marcelino de Lima, assassinado após reagir a um assalto em julho de 2013.

Além de Reris, também está foragido Raimundo Gledson Miranda Brito, 22, preso por roubo. Dentro os fugitivos, 11 internos foram recapturados. 

A fuga, segundo a Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado (Sejus), aconteceu por volta da 1h10min desta sexta-feira, 4. 
 
[SAIBAMAIS 1]Os treze presos foram confirmados pelo videomonitoramento da unidade e por chamada pelos agentes penitenciários durante a manhã. A unidade tem 1.260 internos, e, segundo a Sejus, a maioria preso provisório por um único delito (réu primário).
 
Foram recapturados os presos:
- Daniel Silva Lemos, 19, roubo;
- Jose Iraneison Da Silva, 19, roubo;
- Narcelio Fernandes Moura, 18, porte de arma;
- Adalberto Pereira Barros Junior, 28, receptação;
- Ronys Wellidi Correia Maria, 19, furto;
- Julio Heleno Rodrigues Pereira, 19, roubo;
- Josimar Oliveira Dos Santos Nascimento, 20, art. 155 (furto);
- José Erivan Ferreira Lima, 25, roubo, receptação e corrupção de menor;
- Francisco Welington Gomes Marinho, 24, roubo;
- Evaristo Silveira Lima, 21 Anos, roubo;
- Carlos Henrique Ferreira Lima, 22, homicídio e roubo.

Conforme a Sejus, durante a madrugada, estes 13 presos da Rua D fizeram um espirro (grade arrancada) em uma cela, quebraram o pergolato de ventilação (que liga a cela para o pátio externo da unidade) e usaram uma grade e um colchão para escalar uma cerca de arames que fica na saída da unidade. Presos usavam pedaços de colchões em braços e pernas para não se ferirem.

Fuga no 10° Distrito
Também na madrugada desta sexta-feira, 4, onze presos fugiram do 10ª Distrito Policial (DP), no bairro Antônio Bezerra. De acordo com a Polícia, dois agentes que estavam de plantão perceberam que as grades estavam serradas.

Ao todo, estavam no local 17 presos. A maioria dos fugitivos responde por tráfico de drogas e assalto. Segundo a delegada do 10° DP, Débora Moreira, a última fuga ocorreu em 2013, ocasião em que escaparam três detentos. Eles foram recapturados três meses depois.

Redação O POVO Online

TAGS