PUBLICIDADE
Notícias

Três pessoas são assassinadas em Fortaleza nesta quinta

15:50 | 13/03/2014

Nesta sexta-feira, 13, três pessoas foram vítimas de homicídio à bala em Fortaleza. As ações criminosas ocorreram nos bairros Bom Jardim, Granja Lisboa e Sapiranga, segundo informações da Polícia.

Francisco Gesion de Paiva foi assassinado na rua Samaria, no bairro Bom Jardim, por volta das 12h10. A vítima sofreu ferimentos de tiros e socorrido ao Frotinha da Parangaba pelo próprio pai, mas não morreu no hospital. De acordo com informações da 1ª Cia. do 17º Batalhão da Polícia Militar (BPM), os suspeitos do crime ainda não foram identificados.

O Francisco Daniel Barbosa Lima, 24, foi morto a tiros na frente de sua residência, na Travessa Guararema, no bairro Granja Lisboa, por volta das 12h. Segundo o cabo Romário, da 1ª Cia. do 17º BPM, o homicídio teria sido motivado por dívida com traficantes de drogas.

Às 14h, dois homens armados em uma moto mataram Carlos Henrique Felipe da Silva, 22, na rua Bill Cartaxo, no bairro Sapiranga. A vítima respondia por dois homicídios, porte ilegal de arma e tráfico de drogas. A motocicleta usada na ação criminosa foi encontrada pela Polícia com placa adulterada. A ocorrência está em andamento e os policiais realizam buscas na região para encontrar os suspeitos, de acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Lesão a bala no Passaré

Um homem foi baleado no rosto na rua 2 de Maio, no bairro Passaré. A vítima, Francisco Carlos Pereira da Silva, 27, foi levado ao Frotinha da Messejana. A Polícia ainda não identificou o suspeito dos disparos.

Em um ano, homicídios em Fortaleza crescem 19%


No balanço realizado pela SSPDS, 2013 teve 2.017 assassinatos na Capital contra os 1703 contabilizados em 2012. Os dados representam um aumento de 19% no número de homicídios dolosos (quando há intenção de matar), em relação às estatísticas de 2012, na Capital.

Homicídios no Carnaval

O balanço da SSPDS registrou 71 homicídios durante o período do Carnaval 2014, no Ceará.

O secretário Servilho Paiva defende que houve uma redução de 14,5% do número de casos na comparação com 2013 no Ceará. Segundo Paiva, "por questão de justiça, a gente fez a mesma comparação do mesmo período do ano de 2013 com o ano de 2014, os mesmos dias dos mesmos meses".

Redação O POVO Online

TAGS