PUBLICIDADE
Notícias

Janeiro supera marca de transplantes de fígado, rim e medula no Ceará

17:25 | 05/02/2014
Com 50 transplantes de fígado, pulmão e medula óssea, janeiro já supera os números do mesmo período de 2013, quando o mês registrou 38 procedimentos desses órgãos. Os dados foram divulgados pela Secretaria da Saúde do Estado.

Em janeiro do ano passado, foram realizados 15 transplantes de fígado. Foram 22 no mês período de 2014.

[SAIBAMAIS 2]De acordo com a última edição do Registro Brasileiro de Transplantes (RBT), da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO), o Ceará foi o principal transplantador de fígado do país em 2013, com 22,4 transplantes por milhão da população (PMP). O resultado foi superior ao ocorrido no Distrito Federal (20,8), Santa Catarina (17,8) e São Paulo (16,0).

Em janeiro de 2014, o número de transplantes de rim foi maior que no mesmo período do ano anterior – 22 este ano e 19 em 2013.

Os transplantes de medula óssea somaram quatro no primeiro mês do ano passado e seis este ano. 

Pulmão
Um transplante de pulmão foi realizado em janeiro passado. Em 2013, no mês de janeiro, não houve transplante do órgão. Para 2014, a expectativa do coordenador do Programa de Transplante de Pulmão do Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes, o médico Antero Gomes Neto, é realizar um transplante por mês e, assim superar o total de transplantes realizados em todo o ano passado, em número de oito. 

Comparação no mês
Considerando apenas o mês de janeiro, os números parciais de 2014 estão em 82 transplantes de órgãos e tecidos no Estado. Foram 22 transplantes de rim, um de coração, 22 de fígado, um de pulmão, seis de medula óssea e 30 de córnea.

Em janeiro de 2013, foram realizados 19 transplantes de rim, um de rim/pâncreas, um de coração, 15 de fígado, quatro de medula óssea, dois de valva cardíaca, 76 de córnea e três de esclera. 

Balanço de 2013
O Ceará fechou o ano de 2013 com um total de 1.361 transplantes de órgãos e tecidos realizados, batendo novo recorde desde a implantação da Central de Transplantes da Secretaria da Saúde do Estado, em 1998.

Em todo o ano passado foram realizados 250 transplantes de rim de doador falecido, 15 de doador vivo, 10 de rim/pâncreas, 30 de coração, 194 de fígado, 8 de pulmão, 55 de medula óssea, 9 de valva cardíaca, 762 de córnea, 27 de esclera e um de osso.

Redação O POVO Online

TAGS