PUBLICIDADE
Notícias

Sindicância vai apurar suposto caso de agressão em evento no Dragão do Mar

19:30 | 21/01/2013
NULL
NULL

Atualizado às 20h30

Um processo administrativo foi aberto pelo Instituto de Arte e Cultura do Ceará (IACC) para apurar o incidente relatado neste domingo, 20, por um universitário que disse em sua página no Facebook ter sido agredido por funcionários do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. Em nota, o IACC, disse que os fatos descritos foram encaminhados para a ouvidoria do órgão e um relatório com providências a serem tomadas deve sair em até 30 dias.

Ainda de acordo com a nota, a sindicância prevê depoimentos dos envolvidos no incidente, o que inclui reclamante, testemunhas oculares, organizadores do evento e policiais que atenderam a ocorrência. A presidência do IACC disse que “lamenta o ocorrido e informa que não é aceito qualquer ato que atente contra a dignidade e integridade do cidadão nos equipamentos gerenciados pelo Instituto”.

Mobilização no Facebook

A publicação do universitário Arimatéia de Moura Filho mobilizou as redes sociais neste domingo. Ele disse ter sido cobrado por funcionários do Dragão do Mar para consumir os alimentos servidos no evento “Café com Tapioca”, o qual era apresentado como gratuito no site da instituição.

Após pagar o valor solicitado (R$ 15), Arimatéia relatou que foi impedido de servir-se e levou um “banho de suco” de uma das funcionárias. O universitário registrou o incidente em um boletim de ocorrência e divulgou o caso em seu perfil no Facebook, acumulando mais de 1.100 compartilhamentos até a noite desta segunda-feira, 21.

Universitário vai exigir retratação

Em entrevista ao O POVO Online, Arimatéia informou que recebeu uma ligação da assessoria do Dragão do Mar pedindo desculpas pelo ocorrido, mas que vai exigir uma retratação pública do órgão. “Ainda Não abri um processo contra o Dragão do Mar, mas vou exigir que eles me retratem publicamente. Me senti humilhado não só por mim, mas por uma cidade", afirma.

O universitário também acredita que o Dragão do Mar se manifestou devido à repercussão de sua postagem e informou ter provas da agressão. "Vou fornecer imagens e vídeos que tenho do momento do incidente para ajudar na investigação", relata. 

 

Elias Bruno

eliasbruno@opovo.com.br

 

TAGS