PUBLICIDADE
PUBLIEDITORIAL

Saiba mais sobre as vertentes do empreendedorismo

Empreendedorismo é um conceito multidimensional, composto de três elementos: comportamental, gerencial e conjuntural. Saiba como eles ajudam o empreendedor

29/11/2018 09:10:00
NULL
NULL

[FOTO1]

Ao se falar de empreendedorismo no Brasil, deve-se considerar o seu protagonismo no desenvolvimento econômico e social do país. De acordo com a pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM), produzida pelo Instituto Brasileiro Qualidade e Produtividade (IBQP) com o apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), no último ano, por exemplo, a taxa total de empreendedorismo foi de 36,4%.

 

Em tempos de crise, um dos aspectos mais relevantes é a sua capacidade de geração de empregos. A ênfase maior está nos novos negócios individuais, ou seja, no desenvolvimento de uma atividade empreendedora com objetivos de alcançar as condições materiais necessárias para si próprio e família ou para a auto ocupação. No perfil empreendedor, a pessoa precisa reunir características como proatividade, capacidade de liderança e motivação. Também deve estar preparada para as fases difíceis e crises, sejam externas ou internas, obstáculos inevitáveis durante a trajetória empreendedora. 

 

Além desses atributos, criatividade, senso de responsabilidade, capacidade de assumir riscos, visão de futuro, networking amplo e comunicação são imprescindíveis para um empreendedor de sucesso.

 

Empreendedorismo em três vertentes

Empreendedorismo é um conceito multidimensional, composto de três vertentes. Uma delas é a comportamental, que explica os comportamentos recorrentes dos casos de êxitos. Segundo Fred Gurge*l, professor e especialista em empreendedorismo, essa vertente é uma inspiração para os que estão dando os primeiros passos no universo empreendedor. “A ciência já comprova que há comportamentos que são repetidos em todos os empreendedores de uma forma geral, inclusive independente da cultura”, explica.

 

Outra vertente é a gerencial (ou de gestão), que fala sobre pessoas que têm o comportamento empreendedor, mas não sabem gerir o negócio. O tipo gerencial analisa quais são os procedimentos gerenciais necessários para que se consiga alcançar seus objetivos. É uma vertente que busca estudar a gestão propriamente dita. Por fim, a terceira dimensão é a conjuntural, que analisa quem tem o comportamento, detém o conhecimento, habilidades e competências necessárias para gerir o negócio, entretanto, não consegue dar boa aplicabilidade a elas. 

 

Ainda de acordo com Gurgel, a última é a base fundamental para qualquer empreendimento de sucesso. “Às vezes, para compreender o empreendedorismo no seu modo mais abrangente, há a necessidade dessa combinação fatorial, que envolve comportamento, gestão e conjuntura atual”.

 

Rede de apoio para empreender com sucesso

Ter uma rede de apoio é fundamental para o empreendedor de sucesso. Segundo o especialista, o empreendedor deve buscar ferramentas de capacitação e apoio em órgãos tradicionais, com vasta atuação no mercado, disponibilidade e com um bom acervo de pesquisas que legitimem os bons resultados.

 

Já nas universidades, empresas em desenvolvimento podem auxiliar na troca de informações. Há, ainda, uma grande variedade de cursos acessíveis, muitos em plataforma online e gratuita. “Para quem deseja montar seu negócio, eu faço uma pergunta: o que você sabe fazer muito bem feito e acredita que o mercado está pré-disposto a pagar? Não estou falando de trabalhar para alguém, menciono a ideia de montar seu próprio negócio. Se você souber fazer isso, tem a base para seguir no caminho do sucesso.”

 

*Fred Gurgel é consultor do Sebrae