Você Profissional
Empreendedor

Jovens representam quase 20% de empreendedores iniciais no Brasil

Na busca por fazer a diferença, eles enfrentam o desafio de transformar a ideia em um modelo válido de negócios

11:47 | 09/11/2017

Na busca por fazer a diferença, eles enfrentam o desafio de transformar a ideia em um modelo válido de negócios

O espírito empreendedor move Alexandre Ferreira, de 24 anos. Aluno do 6º período de Engenharia Elétrica na Universidade Federal do Ceará (UFC), o estudante ficou em 2º lugar na etapa nacional do Desafio Universitário Empreendedor do Serviço Brasileiro de Apoio as Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em abril deste ano. Ele competiu no desafio com o Economize Energy, junto a uma equipe de mais três alunos.

Na prática, porém, o projeto enfrentou barreira de aceitação pelo mercado local e foi engavetado. “Não consegui validar essa parte de mercado que era o mais importante. A gente conseguiu vender, mas de uma forma que não conseguiria escalar em massa”. Resiliente, Alexandre segue com a vontade de empreender e inovar, procurando sempre oportunidades para desenvolver as competências. “Dentro do trabalho, procuro fazer algo que vai além do que um empregado normal, que não desenvolveu capacidades empreendedoras, faria”.

Finalistas no Desafio Universitário Empreendedor do Sebrae, realizado em abril deste ano, em Brasília
 

Fazendo a diferença

“Empreendedorismo é tentar fazer a diferença com o que você tem”. Com esse pensamento, Diego Martins, de 21 anos, quer colocar sonhos em prática para ajudar muitas pessoas. Por meio do projeto Smart Health, Diego ganhou o 1º lugar na Maratona Universitário Empreendedor – o Sebrae Experience, realizada em outubro deste ano no Ceará. O estudante cursa o 6º semestre de Engenharia Elétrica na UFC.


Diego e a equipe, formada por mais sete integrantes e um orientador, esperam melhorar a vida de muitos idosos e familiares com o aplicativo que já se encontra em prototipagem. O Smart Health vai funcionar em formato de pulseira, monitorando sinais biomédicos como temperatura e pressão, além de alertar familiares de idosos em caso de acidentes.

O jovem empreendedor diz-se motivado com o propósito do projeto. “Eu vejo nossa tecnologia ajudando muitas famílias, muitas vidas”. Inspirado, Diego recomenda a outros jovens para, apesar dos desafios, também colocarem os sonhos em prática. “Se você quer empreender, comece antes de estar pronto, porque é no caminho que você vai vendo as dificuldades e as coisas que tem que melhorar.”

Jovens premiados na Maratona Universitário Empreendedor do Sebrae, realizada em outubro deste ano, em Fortaleza
 

No Brasil, jovens como Diego representam 19,7% dos empreendedores iniciais, na faixa etária de 18 a 24 anos. Os dados são da pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM) 2016, conduzida pelo Instituto Brasileiro da Qualidade e Produtividade (IBQP), com apoio do Sebrae.

Capacitação em parceria

Parcerias com instituições de ensino fundamental e médio integram o Projeto Jovens Empreendedores Primeiros Passos, que visa a fomentar a cultura empreendedora nos estudantes cearenses. O Sebrae tem a meta de capacitar 26 mil jovens este ano no Estado. Palestras no meio acadêmico sobre empreendedorismo e inovação buscam, também, incentivar os universitários a seguirem adiante com os projetos.

Ana Maria Parente, gestora da Unidade de Gestão e Desenvolvimento de Soluções do Sebrae Ceará, diz que há um mercado promissor para jovens, principalmente para iniciativas inovadoras e criativas empenhadas em resolver “dores” reais.

Transformar a ideia em um modelo válido de negócios é, segundo a gestora, um dos principais desafios de empreender na juventude. “Sair da ideia da cabeça para olhar para fora, enxergar um nicho, um potencial cliente”. Entre as dicas para empreender, Ana Maria recomenda aos jovens:

     1. Pesquisar bastante antes de iniciar qualquer negócio;
     2. Procurar instituições, a exemplo do Sebrae, para facilitar a construção da ideia e consistência do projeto;
     3. Buscar aceleradoras que possam investir no negócio ou editais que apostam em ideias inovadoras;
     4. Ter maturidade para continuar pesquisando;
     5. Espelhar-se em pessoas que começaram de forma simples.

Serviço
Projeto Jovens Empreendedores Primeiros Passos
Informações: 0800 570 0800
www.ce.sebrae.com.br