Participamos do
Imagem destaque

Beach tennis se transformou no esporte da vez

Praticada no Ceará há pelo menos 10 anos a modalidade tem conquistado cada vez mais admiradores
06:00 | Nov. 25, 2021
Autor O Povo
Foto do autor
O Povo Autor
Ver perfil do autor
Tipo Publieditorial

Com a pandemia, a procura por esportes ao ar livre deu um salto, e o beach tennis conquistou de vez o coração do fortalezense. Como uma prática de fácil acesso, virou mania entre os cearenses e ganha cada vez mais engajamento e procura nas redes sociais, principalmente, por lugares apropriados para tal modalidade esportiva.

Nosso litoral favorável vem reunindo a cada dia um maior número de adeptos. E é bem verdade que ele tem conseguido mudar a vida de muita gente, não só com benefícios físicos, mas também proporcionando mais bem-estar e qualidade de vida através do contato direto com a natureza, já que “os pés na areia” sempre trazem bons fluidos.

Na Arena Beira Mar, por exemplo, as quadraa de beach tennis são bastante disputadas. A Unimed Ceará, com o objetivo de levar mais qualidade de vida às pessoas por meio da prática de atividade física, adotou o espaço esportivo que fica de frente ao Jardim Japonês. O lugar que tem aproximadamente 3 mil metros quadrados de área passou por uma reforma em 2018 e ganhou uma nova estrutura.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A reforma incluiu melhorias não só nas quadras já existentes. O espaço ganhou uma paisagem mais moderna e ficou também mais acessível com a nova identidade visual. Algumas novidades merecem destaque: novas arquibancadas com toldos que protegem contra sol, pista de livre acesso à praia, lixeiras de coleta seletiva e uma praça com bicicletário, além do espaço Pet e um totem de sinalização. Entre as práticas esportivas presentes no local estão: vôlei de praia, futebol de areia, beach tennis e futevôlei. Além de basquete, futsal, aulas de zumba, entre outras atividades.

Somente no Ceará, a estimativa é que mais de 8 mil pessoas já pratiquem o esporte de forma profissional e amadora, segundo a Federação Cearense da modalidade. Fortaleza já é considerada uma das cidades com mais praticantes, distribuídos em quadras na Avenida Beira-Mar, na Praia do Futuro e dentro de centros de esportes.

Unimed Ceará, com o objetivo de levar mais qualidade de vida às pessoas por meio da prática de atividade física, adotou o espaço esportivo que fica de frente ao Jardim Japonês
Unimed Ceará, com o objetivo de levar mais qualidade de vida às pessoas por meio da prática de atividade física, adotou o espaço esportivo que fica de frente ao Jardim Japonês (Foto: divulgação)

Além da mudança no estilo de vida de quem joga, o Beach Tennis também surgiu como possibilidade de renovação de negócios e novas oportunidades para mercados já consolidados. Com tanta gente envolvida na modalidade, um nicho de situações comerciais também se abriu para quem investe no esporte.

Conteúdo de responsabilidade do anunciante
Imagem destaque
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Imagem destaque

A importância da conscientização sobre a prevenção e promoção da saúde neste mês do Outubro Rosa

06:00 | Out. 21, 2021 Tipo Publieditorial

Com a pandemia muitas mulheres, por conta do isolamento social, suspenderam seus exames de rotina, entre eles: os que detectam o câncer de mama. Um fato preocupante que serve de alerta para que todas entendam a importância do autocuidado com o foco no acompanhamento constante da saúde.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), no Brasil, o câncer de mama é o mais comum entre as mulheres – excluindo os tumores de pele não melanoma –, com a estimativa de cerca de 2 milhões de casos novos em 2020, ou seja, 24,5% dos diagnósticos de câncer entre elas. É a primeira causa de morte por câncer na população feminina e o intervalo entre os exames de rastreio e diagnóstico não deve extrapolar o prazo máximo de dois anos.

Pesquisas apontam que mulheres com idade elegível para a realização de mamografia deixaram de fazer exames de rastreio ou para o diagnóstico de câncer de mama, no último ano, por conta da pandemia. A mamografia é um exame importante que permite descobrir o tumor em sua fase inicial, em que a probabilidade de cura em 95%. Ou seja, muitas brasileiras podem não estar com este rastreio em dia, o que sinaliza a importância de conscientizá-las para esta atual situação.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O autoexame se faz necessário, já que toda mulher deve conhecer o seu corpo (a sua mama), mas o acompanhamento médico é imprescindível, uma vez que somente o autoexame normalmente não exclui a possibilidade da existência de um câncer. Então é essencial priorizar esse cuidado em busca mais bem-estar e qualidade de vida.

Diante desta realidade a Unimed Ceará, que atua na área de saúde suplementar como operadora de planos de saúde, realiza neste mês de outubro uma campanha facilitando a realização da mamografias para suas clientes, que estejam dentro das indicações segundo Ministério da Saúde e Sociedade Brasileira de Mastologia. A ação acontece através da disponibilização da guia de solicitação gerada automaticamente via celular, sem sair de casa. Desta forma, é possível adquirir a requisição para o procedimento sem nenhuma burocracia.

Além disso, médicos de família que fazem parte da equipe de Atenção Integral à Saúde estão disponíveis para as clientes que desejam realizar teleconsultas para cuidados em geral, bem como tirar dúvidas em relação aos exames sem nenhum custo a mais no valor do plano. Tudo para que este público possa ter a assistência necessária, com a orientação correta na condução de possíveis diagnósticos.

Conteúdo de responsabilidade do anunciante
Imagem destaque
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Imagem destaque

Novos hábitos após um ano e meio de pandemia

06:00 | Ago. 20, 2021 Tipo Publieditorial

Atividades ao ar livre estão ganhando cada vez mais espaço na rotina das pessoas. Um legado
deixado pela pandemia, que na verdade ainda não acabou e continua exigindo de todos nós muita cautela nos cuidados com a saúde.

A busca por exercícios físicos também é outra prática bem mais presente nos dias atuais entre crianças, jovens e adultos. Aos poucos todos estão percebendo que bem-estar e qualidade de vida são fortes aliados dos hábitos esportivos, sejam eles uma simples caminhada ou atividades de maior impacto.

Com todos os protocolos e restrições adotados ao longo de quase um ano e meio de pandemia,
muitos se voltaram a alternativas mais simples para se manter em movimento e não deixar de lado o costume de se exercitar. Alguns descobriram dentro do lar diversas opções benéficas para o corpo e para a mente, por exemplo, a prática de yoga e meditação de forma remota. Além disso, tornaram-se comuns treinos online com profissionais de educação física, que também se adaptaram a este novo cenário e precisaram se reinventar para manter o ritmo das aulas, sem perder a constância e a motivação dos participantes.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Dentro desse contexto, as academias ao ar livre na cidade, que até então já existiam, passaram a
atrair um maior número de frequentadores, que estão optando por estes espaços nas praças e parques para respirar um pouco de ar puro, usufruindo mais do contato com a natureza e unindo a isso novas possibilidades para quem gosta de se exercitar.

A Praça Dr. Carlos Alberto Studart Gomes, bastante conhecida como Praça das Flores, localizada
no coração da Aldeota, tem sido um desses pontos de encontro que estão sempre no topo dos mais procurados, até porque o lugar possui um playground ideal para crianças, o que acaba sendo um atrativo para toda a família.

Lá existe ainda uma academia ao ar livre, inaugurada em 2016, fruto de uma parceria da Prefeitura de Fortaleza e BSPAR Incorporações com a Unimed Ceará. No total, esta parceria público-privada já resultou na instalação de 22 equipamentos como este na capital. O projeto já chegou também em municípios do interior do Ceará, como: Iguatu, Itapipoca, Crateús, Sobral, Reriutaba, Icó, Limoeiro do Norte, Quixadá, Parajuru e Itapipoca.

Cada academia possui cerca de 100m² e é dividida em três áreas: o ‘Espaço Funcional’, que conta
com aparelhos para treinamento funcional, idealizados de acordo com as valências físicas; o ‘Espaço Fitness’, que é destinado aos exercícios voltados para o fortalecimento muscular e o ‘Espaço Cardio’, que possui aparelhos específicos para melhorar a capacidade cardiorrespiratória. São quase 20 equipamentos no total, que ficam disponíveis 24h por dia para a população, com acesso inclusive a pessoas com mobilidade reduzida (cadeirantes).

Serviço

Além da Praça das Flores, você encontra as academias ao ar livre nos lugares a seguir:

- Parque do Cocó

- Praça da OAB

- Praça do Mirante

- Parque Riacho Maceió

- Praça Portugal

- Floresta Curió

- Parque Adahil Barret

Conteúdo de responsabilidade do anunciante
Imagem destaque
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Imagem destaque

Novos hábitos após um ano e meio de pandemia

06:00 | Ago. 20, 2021 Tipo Publieditorial

Atividades ao ar livre estão ganhando cada vez mais espaço na rotina das pessoas. Um legado deixado pela pandemia, que na verdade ainda não acabou e continua exigindo de todos nós muita cautela nos cuidados com a saúde.

A busca por exercícios físicos também é outra prática bem mais presente nos dias atuais entre crianças, jovens e adultos. Aos poucos todos estão percebendo que bem-estar e qualidade de vida são fortes aliados dos hábitos esportivos, sejam eles uma simples caminhada ou atividades de maior impacto.

Com todos os protocolos e restrições adotados ao longo de quase um ano e meio de pandemia, muitos se voltaram a alternativas mais simples para se manter em movimento e não deixar de lado o costume de se exercitar. Alguns descobriram dentro do lar diversas opções benéficas para o corpo e para a mente, por exemplo, a prática de yoga e meditação de forma remota. Além disso, tornaram-se comuns treinos online com profissionais de educação física, que também se adaptaram a este novo cenário e precisaram se reinventar para manter o ritmo das aulas, sem perder a constância e a motivação dos participantes.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Dentro desse contexto, as academias ao ar livre na cidade, que até então já existiam, passaram a atrair um maior número de frequentadores, que estão optando por estes espaços nas praças e parques para respirar um pouco de ar puro, usufruindo mais do contato com a natureza e unindo a isso novas possibilidades para quem gosta de se exercitar.

A Praça Dr. Carlos Alberto Studart Gomes, bastante conhecida como Praça das Flores, localizada no coração da Aldeota, tem sido um desses pontos de encontro que estão sempre no topo dos mais procurados, até porque o lugar possui um playground ideal para crianças, o que acaba sendo um atrativo para toda a família.

Lá existe ainda uma academia ao ar livre, inaugurada em 2016, fruto de uma parceria da Prefeitura de Fortaleza e BSPAR Incorporações com a Unimed Ceará. No total, esta parceria público-privada já resultou na instalação de 22 equipamentos como este na capital. O projeto já chegou também em municípios do interior do Ceará, como: Iguatu, Itapipoca, Crateús, Sobral, Reriutaba, Icó, Limoeiro do Norte, Quixadá, Parajuru e Itapipoca.

Cada academia possui cerca de 100m² e é dividida em três áreas: o ‘Espaço Funcional’, que conta com aparelhos para treinamento funcional, idealizados de acordo com as valências físicas; o ‘Espaço Fitness’, que é destinado aos exercícios voltados para o fortalecimento muscular e o ‘Espaço Cardio’, que possui aparelhos específicos para melhorar a capacidade cardiorrespiratória. São quase 20 equipamentos no total, que ficam disponíveis 24h por dia para a população, com acesso inclusive a pessoas com mobilidade reduzida (cadeirantes).

Serviço

Além da Praça das Flores, você encontra as academias ao ar livre nos lugares a seguir:

- Parque do Cocó

- Praça da OAB

- Praça do Mirante

- Parque Riacho Maceió

- Praça Portugal

- Floresta Curió

- Parque Adahil Barreto

Conteúdo de responsabilidade do anunciante
Imagem destaque
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Imagem destaque

Bicicletas que salvam vidas: iniciativa é inédita na América Latina

PUBLIEDITORIAL
05:00 | Jul. 21, 2021 Tipo Publieditorial

O Projeto BIKE VIDA completa quatro anos de existência na avenida Beira Mar, em Fortaleza, neste mês de julho. A iniciativa conta com o trabalho de socorristas do SAMU, os quais se revezam sob duas rodas e percorrem o calçadão para atender ocorrências e situações que exigem primeiros socorros, como por exemplo: quedas, agressões, acidentes de trânsito, afogamentos, convulsões e até mesmo paradas cardiorrespiratórias.

A orla de Fortaleza foi escolhida para a implantação desta ação, pois milhares de pessoas circulam por ali diariamente, principalmente nos finais de semana. Este cartão postal da cidade reúne frequentadores de várias idades, classes sociais e diferentes lugares do mundo. E por este motivo o BIKE VIDA vem cumprindo uma missão muito importante: salvar vidas.

Durante todo esse tempo, 12 vidas foram salvas com esse trabalho, que realizou ao todo, desde seu funcionamento, 1.438 atendimentos (uma média de 30 ocorrências por mês). Deste total, apenas 318 casos necessitaram de remoção, ou seja, este trabalho conseguiu solucionar no próprio local 78% dos chamados sem precisar acionar a ambulância, um fato que chama a atenção para a visão sustentável da ação.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A ideia tornou mais eficiente o atendimento de baixa complexidade e ampliou as chances de sobrevivência de pessoas em estado grave no local, por meio do atendimento que só é possível devido a agilidade dos profissionais treinados que, de forma ágil e resolutiva, conseguem socorrer as vítimas através das bicicletas equipadas com kits para atendimento de urgência e emergência, que contém inclusive um DEA, mais conhecido como desfibrilador, aparelho bastante utilizado em caso de parada cardíaca, ferramenta indispensável para evitar o óbito do paciente. Para se ter uma noção do impacto positivo, durante estes quatro anos, o projeto BIKE VIDA atendeu 15 paradas cardiorrespiratórias (PCRs).

A área de atuação do BIKE VIDA vai do Estoril na Praia de Iracema ao Mercado dos Peixes, no horário de 5h às 21 horas. A iniciativa é inédita na América Latina e trata-se de uma parceria público-privada entre a Prefeitura de Fortaleza e a Unimed Ceará, que é a idealizadora do projeto e dá todo o suporte para viabilização das bicicletas e manutenção da base dos socorristas, que fica próxima à Estátua de Iracema.

Conteúdo de responsabilidade do anunciante
Imagem destaque
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Imagem destaque

Unimed Ceará utiliza telessaúde para atender pacientes de forma segura

PUBLIEDITORIAL
06:00 | Jun. 18, 2021 Tipo Publieditorial

Com a chegada da pandemia de Covid-19, o isolamento social foi a regra número um a ser seguida para conter a doença. Nesse contexto, todos os setores da sociedade precisaram se reformular para funcionarem na nova realidade. Dentre várias soluções, uma delas foi a tecnologia de telessaúde. O método, que viabiliza o atendimento de profissionais da saúde à distância, com solicitação de exames, avaliações e encaminhamentos necessários por meio de recursos digitais, consegue salvar vidas ao evitar saídas desnecessárias.

Dados da Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde) mostram que, de fevereiro de 2020 a janeiro de 2021, foram feitas 2,6 milhões de consultas à distância no País. Desse total, mais de 60% foram para atender urgências, e mais de 80% dos pacientes tiveram seu caso resolvido de forma remota.

Foi pensando no impacto dessa ferramenta que, em agosto de 2020, a Unimed Ceará iniciou um projeto piloto de telessaúde para uma empresa cliente, por meio de uma equipe multidisciplinar da Atenção Integral à Saúde (AIS Virtual). Foram realizadas teleconsultas por meio de uma plataforma de atendimento remoto que possibilita que o paciente escolha o médico e agende o horário mais conveniente, sendo possível anexar exames e outros arquivos necessários.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Frente ao impacto positivo da iniciativa e com o início da segunda onda da pandemia no Estado, em fevereiro deste ano, a Unimed Ceará aumentou a atuação da iniciativa para todos os clientes. Desde o início das atividades, já foram registrados quase quatro mil atendimentos. Além disso, 80% dos atendimentos estavam relacionados aos sintomas de infecção por coronavírus. Em grande parte dos casos em que foram observados os sintomas gripais iniciais da doença, foi possível fazer todo o acompanhamento de forma remota, tomando as providências necessárias até a total recuperação do paciente.

Mesmo após a realização da consulta, o paciente segue sendo acompanhado pela enfermagem – a depender do estágio da doença – para verificar a evolução do quadro. O objetivo é estar atento para caso seja necessário um encaminhamento para um atendimento de emergência presencial ou um novo agendamento por teleconsulta com o médico.

Foi assim com a paciente Dayse Azevedo, que testou positivo para Covid-19 este ano, mas, felizmente, apenas apresentou sintomas leves da doença. Emocionada, Dayse conta que até hoje a equipe médica está em suas orações. "O mais importante para mim nesse processo foi saber que, a partir do primeiro contato, eu não estava mais sozinha", lembra.

Humanização da telemedicina

Outra prioridade da Unimed Ceará, além da constante busca pelo “olho no olho” para humanizar o ambiente virtual, é fazer com que o paciente desenvolva habilidades de percepções de autoconhecimento do seu corpo, de modo que saiba identificar com antecedência quando algo não está bem. Assim, o próprio paciente se torna um aliado no cuidado com a saúde.

O objetivo da empresa é utilizar o método para construir entre os clientes uma cultura de cuidado integral, mostrando a importância de não procurar atendimento somente em momentos mais críticos. Esse acompanhamento se mostra ainda mais fundamental durante a pandemia, já que muitas pessoas deixaram de lado os exames de rotina e outras medidas de prevenção de doenças devido ao isolamento social, ressalta o Dr. Darival Bringel, presidente da Unimed Ceará. “A ideia é transformar essa ferramenta em um canal que seja utilizado para cuidar das pessoas, já que essa é a nossa essência”, pontua.

Serviço

Site para agendamento: www.unimedceara.com.br

Mais informações pelo telefone: (85) 3031.9720

*A teleconsulta é um serviço exclusivo para clientes da operadora

Conteúdo de responsabilidade do anunciante
Imagem destaque
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags