PUBLICIDADE
PUBLIEDITORIAL servis

Atenção necessária para atuação mais sustentável

Com empresas mais atentas às mudanças climáticas e buscando atingir a ISO 14000, o profissional que atua com segurança ambiental é cada vez mais procurado. Práticas sustentáveis são importantes para reduzir impactos no meio ambiente

25/09/2017 08:00:00
Homem com camisa social coloca garrafa plástica vazia em cesto de lixo voltado para reciclagem
Homem com camisa social coloca garrafa plástica vazia em cesto de lixo voltado para reciclagem

[FOTO1]

Nos dias de hoje, as empresas - assim como a população - não podem desconsiderar a responsabilidade que têm com o meio ambiente. Dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em março de 2017 apontam que, a cada ano, a poluição ambiental é responsável pelo óbito de 1,7 milhão de crianças menores de cinco anos. Visando uma atuação sustentável e atenta às mudanças ambientais, a Organização Internacional de Normalização (ISO) estabeleceu uma série de requisitos, na ISO 14000, para que as empresas pratiquem boa gestão ambiental.

De acordo com Ederlandia Nobre, gerente ambiental da Ultralimpo Soluções Ambientais, membro do grupo Servis que atua com gerenciamento de resíduos, atualmente, as instituições buscam recursos que garantam segurança ambiental por conta desses problemas já sentidos pela população, como mudanças no clima, o excesso de calor, as secas constantes e a falta de água. Uma dessas etapas se precisa estar atento é o descarte dos resíduos. “Se você tem uma boa gestão dos seus resíduos e deixa de descartá-los de forma irregular, isso protege os recursos naturais, dá maior vida útil aos aterros sanitários. Então, as empresas buscam essa segurança”, afirma.

Com as companhias cada vez mais preocupadas com a questão ambiental e buscando atingir a ISO 14000, o profissional que trabalha com segurança ambiental, segundo a gerente, está sendo cada vez mais procurado. “Eles fazem todo esse acompanhamento e deixam a empresa pronta não só para ser certificada como para estar de acordo com as leis e os órgãos ambientais; para que elas estejam aptas a receber qualquer fiscalização.”

Para se chegar à segurança ambiental
O primeiro passo para uma produção mais sustentável é fazer um “panorama” das atividades da instituição, analisando que mudanças devem ser adotadas. “Visitamos a empresa e fazemos esse panorama. De posse dele, traçamos algumas diretrizes”, detalha Ederlandia. Ao analisar a gestão de resíduos, por exemplo, a gerente detalha que são avaliadas as maneiras como são gerados e descartados os produtos, a forma adequada para ele voltar ao meio ambiente e como pode ser realizada sua logística reversa - instrumento para promover coleta e restituição de resíduos sólidos às corporações.

“Depois, geramos um programa de qualidade e acompanhamos alguns indicativos, se diminuíram os resíduos, se diminuiu a quantidade de resíduo descartado em aterro, se aumentou a quantidade de resíduo que fez logística reversa”, explica a gerente. Para além da gerência de resíduos, o programa de qualidade engloba todas as atividades, desde o automonitoramento até o acompanhamento de qualidade de ar e de emissões atmosféricas.

Para mudar mentalidades e ações
O comportamento sustentável e preocupado com o meio ambiente deve ser adotado por cada pessoa. Para isso, é essencial mudar a mentalidade de quem ainda não tem esse costume, o que pode ser feito por meio de ações educativas. “Trabalhamos alguns temas sobre educação ambiental, de acordo com o calendário ambiental, como o Dia do Solo, o Dia do Ar, o Dia do Engenheiro Químico e o Dia do Engenheiro Ambiental. (Abordamos também) alguns temas de problemáticas ambientais, em palestras para alguns dos nossos clientes e também quando são solicitadas pela comunidade”, afirma Ederlandia.

De acordo com a gerente, realizar atividades desse tipo é importante para apresentar conceitos que, inclusive, muitas instituições não conheciam. Com essas iniciativas, eles passam a ser adotados na rotina das pessoas e das organizações. “É de suma importância que você mude seu comportamento, saiba que deve descartar o resíduo de forma adequada, que não pode misturar resíduos e que isso vai contribuir para a vida útil do aterro e com o meio ambiente. Porque se um resíduo é jogado na rua ele vira lixo, entope bueiros, causa enchentes, polui rios e mares… é toda uma sequência, toda uma cadeia.”

TAGS