PUBLICIDADE
PUBLIEDITORIAL reali

Entenda por que Fortaleza vive bom momento para aquisição de imóveis

Estoque alto de unidades, oferta de financiamento e promoções formam tripé que representa boa oportunidade para quem deseja adquirir um imóvel para residir ou investir na capital cearense

11/12/2018 08:00:00
NULL
NULL

[FOTO1] 

Em termos de preços de imóveis, Fortaleza deverá apresentar este ano resultado favorável em comparação ao resto do Brasil. É o que aponta a pesquisa FipeZap divulgada no último dia 5. O indicador tem abrangência nacional e acompanha os preços de venda e locação de imóveis no País. Outro indicador que caracteriza o momento como positivo para quem deseja adquirir um imóvel em Fortaleza é que há bom estoque de imóveis prontos disponível para vendas, o que representa, em termos práticos, mais ofertas e melhores condições aos compradores.

O mercado de imóveis brasileiro manteve-se aquecido até meados de 2015. As construtoras venderam suas unidades, reiniciando o ciclo de investimentos com o lançamento de novos produtos. Com o início da crise econômica, no entanto, houve retração das vendas e aumento dos distratos, nome que se dá quando o comprador desiste da aquisição do imóvel, devolvendo o bem. Ou seja, além das vendas abaixo do esperado, as construtoras viram seus estoques aumentarem por conta das desistências.

Em situações como a vivenciada hoje em Fortaleza, as empresas veem-se obrigadas a incentivar as vendas com o objetivo de resgatar o capital investido e fazer circular o mercado. E isto gera um contexto positivo para quem possui recursos em caixa e está sondando o mercado em busca de oportunidades. Mas, para quem necessita de financiamento imobiliário, as portas também estão abertas: há oferta de crédito nos bancos, graças à concorrência natural resultante da demanda abaixo do normal registrada nos últimos anos. É o que defende Ladislau Nogueira, diretor da Reali Imobiliária.

"O cliente que está preparado para adquirir agora um imóvel vai encontrar um momento muito favorável. O nosso estoque [de unidades imobiliárias] está alto, e pronto para entrega. As construtoras precisam dar saída a esse estoque para que venham novos empreendimentos, e esse é um movimento que beneficia diretamente o consumidor. É o mercado que compra, e a construtora só pode lançar quando há vendas, e para isso elas precisam liquidar esse estoque", aponta o executivo ao defender que, quem adquirir nesse contexto, tem chances de fechar um bom negócio.

A janela favorável, no entanto, deverá ser fechada nos próximos meses. A expectativa é de que a atividade econômica aqueça com o novo governo, forçando reajuste nos valores. Além do que a situação dos estoques em Fortaleza deverá retornar a um patamar equilibrado. "Se você quer comprar um apartamento hoje, vai encontrar ótimas oportunidades por um preço que não existe. Mas não é que o preço vá subir de uma hora para outra. O que vai acontecer é que, à medida que o estoque for baixando, essas oportunidades não vão mais existir", complementa Nogueira.

Conheça a nova Lei do Distrato

Aprovado no Legislativo Federal no último dia 5 e aguardando sanção presidencial, o projeto de lei da nova Lei do Distrato (PL 1220/2015) oferecerá mais segurança jurídica às construtoras, e exigirá do comprador mais cautela. De acordo com a proposição legislativa, quem adquirir um imóvel na planta e desistir da compra deverá arcar com multa equivalente a 50% do valor das parcelas pagas. E reaver o dinheiro investido ainda exigirá paciência, já que será necessário esperar o empreendimento ser entregue e mais 30 dias a partir da entrega do Habite-se - documento que autoriza compradores a ingressarem no imóvel.

Serviço

Reali Imobiliária

Quando: de segunda a sexta-feira, das 8 às 19 horas; sábado, das 8 às 12 horas

Onde: av. Des. Moreira, 1100 - Aldeota

Mais informações: (85) 3403-7373

Site