PUBLICIDADE
PUBLIEDITORIAL hapvidacoronavirus

Telemedicina é estratégia segura na pandemia

Com atendimento remoto via site ou aplicativo, pacientes podem obter avaliação segura e prescrição de medicamento e exames

08/03/2021 11:53:58
Desde abril de 2020, Hapvida oferta a modalidade de pronto atendimento via site e aplicativo
Desde abril de 2020, Hapvida oferta a modalidade de pronto atendimento via site e aplicativo

Com a chegada da segunda onda da pandemia, o Ceará vive dias difíceis, que exigem novas restrições e mais cuidado por parte da população. Enquanto não há vacina para todos, a principal medida de contenção do vírus segue sendo, além do uso de máscaras, o distanciamento social. O Sistema Hapvida tem se adaptado para atender os usuários da maneira mais segura possível, priorizando o atendimento via telemedicina para casos leves e moderados.

Desde abril de 2020, o grupo oferta a modalidade de pronto atendimento via site e aplicativo, iniciativa que permitiu que mais de 320 mil consultas fossem realizadas de forma remota, sem exposição dos pacientes ao vírus. “Com a segunda onda e muitas ocorrências de casos graves no Estado, é essencial falar sobre a importância da telemedicina e como os usuários podem utilizá-la para ter uma avaliação de qualidade sem sair de casa, em total segurança”, lembra o diretor corporativo de Telemedicina do Hapvida, Luciano Cunha.

A modalidade de atendimento funciona a partir da utilização de tecnologias digitais altamente seguras e permitem que o médico, através de técnicas específicas de exame, possa avaliar os pacientes, prescrever medicamentos e exames. No Sistema Hapvida, os médicos que trabalham com esse formato de consulta possuem treinamento específico para interação e acolhimento online.

Foi através da teleconsulta que a dona de casa Roseane Macêdo, 59, conseguiu investigar um mal estar súbito. “Quando contei à minha irmã que tinha passado mal, ela me aconselhou que procurasse uma teleconsulta, e assim eu fiz. O atendimento foi maravilhoso, despachei o receituário e deu tudo certo”, conta.

O sistema abrange diversos tipos de problemas de saúde, mas o Hapvida reitera que o serviço não é recomendado para traumas graves, sangramentos ativos, convulsões e suspeita de infarto ou acidente vascular cerebral (AVC).

ONDE ACESSAR:

- Aplicativo Hapvida (disponível em todas as app stores)
- Portal do Cliente Hapvida: http://www.hapvida.com.br/

Facilidades da telemedicina:

MANUTENÇÃO do isolamento social;
RECEITA ELETRÔNICA, sem necessidade de impressão;
REQUISIÇÃO de exames online;
FORNECIMENTO de atestado médico eletrônico.

Investimento que dá resultado

Para capacitar a equipe e prover recursos relativos à comunicação, suprimentos, logística e reforço de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), o Hapvida investiu, desde o início da pandemia, aproximadamente R$ 165 milhões. “Nossos profissionais estão muito bem treinados para receber e cuidar dos nossos pacientes. Por isso, fazemos um apelo para que nossos usuários utilizem cada vez mais a telemedicina como a forma principal de apoio à saúde, evitando sair de casa - o que os expõe e expõe os outros ao vírus”, ressalta o médico Luciano Cunha.

Esse investimento em tecnologia de ponta, estrutura física e atendimento ao cliente tem tido resultados expressivos na luta contra a Covid-19, segundo o presidente do Sistema Hapvida, Jorge Pinheiro. “Temos feito todo um planejamento e pensado na estruturação da rede para estarmos sempre a postos para atender o usuário. Desse modo, investimos em muita tecnologia, a exemplo do atendimento virtual, que há meses consegue levar o nosso pronto atendimento para a casa do paciente. O time Hapvida tem lutado com todo o amor e a vontade para entregar aquilo que é a nossa missão maior, que é salvar vidas”, afirma Jorge.