}
Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Fundação Demócrito Rocha abre inscrições para curso técnico de Secretaria Escolar

Objetivo é democratizar o conhecimento e fomentar o mercado de trabalho no Estado
Autor - O Povo
Foto do autor
- O Povo Autor
Tipo Publieditorial

A Fundação Demócrito Rocha está com inscrições abertas para o curso técnico de nível médio em Secretaria Escolar, cujo objetivo é capacitar o profissional nas atividades de planejamento, execução, controle e avaliação de funções de apoio pedagógico e administrativo nas escolas, lidando com dados e arquivos escolares.

As inscrições vão até o dia 10 de setembro, e podem ser realizadas online, no site da Fundação, mediante pagamento do valor de R$70. O investimento do aluno também conta com 15 parcelas de R$120. Ao todo, são 1.500 horas/aula.

O curso é voltado para pessoas que pretendem atuar na área de serviços de apoio educacional das secretarias de Instituições de Ensino e será ministrado a distância (EAD). Serão sete módulos didáticos distribuídos em 22 fascículos, incluindo o fascículo de Estágio Supervisionado, além de três livros sobre legislação educacional e escrituração escolar.

A instituição oferece o curso há 18 anos e já conta com mais de 6.000 pessoas formadas. De acordo com Viviane Pereira, gerente pedagógica da Universidade Aberta do Nordeste (Uane), núcleo EAD da Fundação, esse é um mercado fértil, de alta demanda.

“A ideia é que o curso consiga oportunizar essas pessoas para entrar no mercado de trabalho. A partir do princípio de EAD, da metodologia acessível e do preço adequado, podemos alcançar estudantes nos lugares mais remotos do Estado. O grande objetivo é levar essa informação para o aluno e democratizar esse conhecimento”, explica.

O curso conta com videoaulas, fóruns temáticos, avaliações e uma prova presencial ao final. Além disso, o ambiente virtual de aprendizagem apresenta fórum de notícias, tutoria online, guia de estudo, exercícios e materiais de apoio. Nos últimos três meses de aulas, o aluno deve participar de um estágio supervisionado em uma escola de sua escolha. A carga horária dessa atividade deve ser de 300 horas, mas para quem já trabalha na secretaria da escola é exigido apenas metade desse tempo.

Serviço

Para mais informações, é só acessar o site da Fundação.

Curso Técnico em Secretaria Escolar - Turma 2021.2 - Fundação Demócrito Rocha

Inscrição: até 10/09/2021; R$70

Mensalidade:15 parcelas de R$120, com 20% de desconto à vista e 10% de desconto em até 6 parcelas

Início do Curso: 20/09/2021

Carga horária: 1.500 horas/aula

Mais informações: cursos.fdr.org.br / (85) 9 9112-2549 (WhatsApp), de 8h às 17h /

[email protected], 8h às 18h, de segunda a sexta-feira (exceto feriado)

Sede de Fortaleza: Av. Aguanambi, 282 A, Joaquim Távora - (85) 3255-6006/3255-6005/3255 6221

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

JA Brasil abre 590 vagas gratuitas para curso da área de tecnologia com apoio do Google

Oportunidade
2021-07-12 23:33:00
Autor Lara Vieira
Foto do autor
Lara Vieira Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A JA Brasil (Junior Achievement) oferece 590 vagas para o curso gratuito do programa Tech.JÁ, que capacita jovens na área de Suporte em Tecnologia da Informação (TI). As inscrições vão até 23 de julho e as aulas começam em 16 de agosto. O programa Tech.JÁ conta com o apoio do Google.org e do Laboratório de Inovação do Grupo BID (BID Lab). A iniciativa é destinada a jovens de 18 a 29 anos, de baixa renda, que se formaram em escolas da rede pública de ensino.

O programa Tech.JÁ oferece capacitação técnica em TI, desenvolve habilidades comportamentais e oferece oportunidades de mentoria com profissionais do mercado de tecnologia, aulas de criação de currículo e sobre como agir em entrevistas de emprego, além de apoiar os alunos a conseguirem boas colocações no mercado de trabalho ao final do curso. Ao final do programa, os estudantes receberão um certificado profissional de suporte em TI do Google e, ainda, uma certificação da JA Brasil.

A partir disso, os estudantes passam a integrar bancos de talentos de empresas parceiras, como Magalu, Rappi, Connect e ABVCAP, podendo ser chamados para entrevistas caso haja disponibilidade de vagas.

No país há 37 anos, a JA Brasil já impactou cinco milhões de estudantes de 2.500 escolas, dos ensinos fundamental e médio. Por ano, são atendidos, em média, 320 mil jovens. A organização estimula e desenvolve estudantes para o mercado de trabalho. "Nosso objetivo é impulsionar o futuro de jovens em vulnerabilidade social, despertando neles o interesse pela tecnologia, uma das áreas com mais ofertas de emprego atualmente. Isso se dá pelo momento atual do País, com as empresas acelerando a digitalização dos seus negócios e buscando uma maior eficiência tecnológica", afirma Evandro Badin, superintendente da JA Brasil.

Inscrições

Para fazer o curso não é necessário conhecimento ou experiência anterior, apenas o Ensino Médio completo e ter interesse em atuar na área de TI. O curso é gratuito e online com dedicação de quatro horas por dia, quatro vezes por semana, durante 20 semanas.

Dentre os critérios para participar da seleção, é necessário que o jovem tenha entre 18 e 29 anos e tenha Ensino Médio completo. Além disso, o candidato deve possuir renda per capita de até dois salários mínimos. Também é exigido a conclusão do ensino médio em escola pública ou ter ganhado bolsa de 100% em escola particular. Ainda, não são aceitos jovens que possuem emprego formal ou que frequentam cursos de ensino superior tecnólogos.

Por fim, é necessário morar em uma das cidades onde o curso será ofertado pois, apesar de online, é necessário que as pessoas residam nas cidades indicadas para receber possíveis benefícios ofertados e acesso às vagas - quando houver disponibilidade.

O TechJá 2021 terá 20 turmas com 590 alunos. As cidades que irão sediar o curso são: Manaus (AM), Fortaleza(CE), Distrito Federal, Vitória(ES), Belo Horizonte (MG), Recife (PE), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro(RJ), Florianópolis (SC) e São Paulo (SP).

Em Fortaleza, Vitória, Curitiba e Porto Alegre as vagas são preferenciais para pessoas que frequentam Centros da Juventude. Em São Paulo, as inscrições não estão abertas, pois as turmas já foram preenchidas com pessoas que estavam na fila de espera desde a primeira edição do programa, realizada no primeiro semestre de 2021.

Serviço:

Programa Tech.Já

Inscrições até 23 de julho

Clique aqui para realizar a inscrição

Mais informações no site oficial do JA Brasil 


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Canal FDR faz aniversário com programação voltada para audiovisual cearense

AUDIOVISUAL
2021-07-05 19:40:00
Autor Bruna Forte
Foto do autor
Bruna Forte Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Emissora de televisão pertencente à Fundação Demócrito Rocha, o Canal FDR celebra 14 anos de missão, vocação e festa nesta sexta-feira, 9. A programação, transmitida por sinal digital aberto (canal 48.1) e por sinal fechado (23 - Multiplay/ 24 - Net e 138 - Brisanet), consolidou em audiovisual o histórico compromisso do Grupo de Comunicação O POVO com a educação e a cultura cearense. O aniversário será celebrado com múltiplas atividades destinadas aos telespectadores.

Lançada em 2007, a emissora da Fundação Demócrito Rocha nasceu com outro nome: TV O POVO. Durante os primeiros anos, o jornalismo atravessou a produção de conteúdo do canal e o sinal da TV Cultura, de São Paulo, ocupava o restante da grade de opções oferecidas. Ao longo do tempo, entretanto, o caráter educativo presente na gênese da Fundação pediu passagem. Em dezembro de 2017, a TV O POVO tornou-se parceira do Canal Futura, da Fundação Roberto Marinho.

Leia Também | Cinema do Dragão realiza sessões presenciais do Cine Miau em julho

O futuro do Canal FDR, aponta Marcos Tardin, gerente-geral da Fundação Demócrito Rocha, é trilhado já no presente. "Nosso objetivo é continuar nesse ritmo: reforçar a parceria com o Canal Futura, com a Fundação Roberto Marinho; fortalecer essa proposta comum de educação e cultura; fortalecer a produção independente e toda essa cadeia do audiovisual no Ceará".

Em 9 de julho de 2020, a TV O POVO assumiu o título Canal FDR com um desafio: aliar comunicação e formação. Neste último ano, a emissora exibiu cerca de 1.200 videoaulas focadas na preparação de estudantes para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). "Há um papel educativo fundamental que estamos exercitando, não só com produção própria, mas também com produção do Canal Futura que tem esse mesmo posicionamento", ressalta Tardin. Entre os destaques da programação, o projeto "Enem Mix" apresenta aulas e resoluções de questões.

Leia Também | Cearenses no Líbano: artistas urbanos são convidados para projeto cultural

"Para além do Enem, a Fundação Demócrito Rocha lança muitos cursos de extensão gratuitos e as videoaulas desses cursos são exibidas no Canal FDR. Estamos falando de cursos de HQ em sala de aula, proteção social, formação de mediadores de patrimônio, de mediadores de educação, enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher... Só no ano passado, foram onze cursos de extensão. Até o final de 2021, devemos lançar mais três ou quatro", enumera Tardin. "Nós mudamos o nome de TV O POVO para Canal FDR justamente para reforçar esse compromisso que a emissora tem com os projetos da Fundação", complementa.

Programa Claquete integra grade do Canal FDR e terá episódio especial de aniversário
Programa Claquete integra grade do Canal FDR e terá episódio especial de aniversário (Foto: Reprodução)

Chico Marinho, coordenador do Núcleo Audiovisual do Grupo de Comunicação O POVO, pontua: "No Canal FDR, nós não abandonamos por completo o jornalismo — nós transformamos. Nossas produções têm um caráter de jornalismo educativo". Entre as mudanças, o diálogo do Canal FDR com realizadores audiovisuais de documentários, ficções e obras seriadas cearenses também diversificou a programação da emissora. Neste ano de atividades, o Canal estabeleceu parceria com o Coletivo Nigéria, responsável pelo documentário "ConViver"; com o Festival Nóia, para exibir curtas-metragens produzidos por universitários de várias regiões do País; e estreou "Lana & Carol", primeira série de ficção produzida no Estado.

Leia Também | Festival de circo abre inscrições para propostas de espetáculos e oficinas

"O diálogo com a produção audiovisual tem sido muito satisfatório. Hoje, o Canal FDR é conhecido como o canal do audiovisual cearense. Estamos preparando uma surpresa, uma mostra de cinema que em breve estará dentro da nossa programação", adianta Chico. Outra novidade, desta vez antecipada por Tardin, é que o Canal FDR e outras televisões públicas do Ceará estão formando alianças para valorizar ainda mais o audiovisual no Estado.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Programação de aniversário Canal FDR

Sexta-feira, 9 de julho
2021-07-05 19:40:00
Autor
Tipo Notícia

MAIS TELAS, ÀS 16 horas

Nesta edição de aniversário do Canal FDR, o programa Mais Telas, voltado à exibição de filmes nacionais, exibirá 4 curtas metragens cearenses.

"Abissal" (Documentário. 17 minutos. 2016). Direção: Arthur Leite

"Botes Bastardos" (Documentário. 15 minutos. 2016). Direção: Pedro Cela

"Céu Limpo" (Documentário. 15minutos. 2009). Direção: Marcley de Aquino e Duarte Dias

"Distante" (Ficção. 7 minutos. 2015). Direção: Arthur Gadelha

CLAQUETE, ÀS 18 horas

O Programa Claquete é um espaço para a promoção e debate sobre o audiovisual brasileiro. Nesta edição, Arthur Gadelha entrevista equipe de "Guerra Sem Fim", série de três episódios que investiga a ação, formação e operação das facções criminosas no Ceará. Direção: Demitri Túlio e Cinthia Medeiros.

Podcast Vida&Arte
O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags