PUBLICIDADE
PUBLIEDITORIAL energialimpa

Energia solar: quais os desafios e as oportunidades no Ceará?

Live de projeto sobre energias limpas debate, nesta terça, 23, a capacidades instalada e o potencial de crescimento da energia solar no Estado

23/03/2021 06:00:10
Aumenta a geração de energia pelo consumidor por meio de placas fotovoltaicas
Aumenta a geração de energia pelo consumidor por meio de placas fotovoltaicas

As principais características do Ceará, sol e vento em abundância, são também potenciais de crescimento econômico através da geração de energias limpas. A aposta de governantes, empresas e consumidores finais em energia solar é devido à grande redução de custos proporcionada. Para discutir o assunto, O POVO promove, nesta terça-feira, 23, às 18h, live do projeto "Energia Limpa - O Ceará na vanguarda da geração de energias renováveis". A transmissão é gratuita nas redes socais do O POVO.

Com o tema "Energia Solar, capacidade instalada e potencial de crescimento o Ceará", a live terá a participação do coordenador do Núcleo de Energia da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Joaquim Rolim, e do presidente do Sindicato das Empresas Prestadoras de Serviços do Setor Elétrico do Estado do Ceará (Sindienergia Ceará), Luís Carlos Queiroz. A mediação será feita pela jornalista Adailma Mendes.

O Ceará é o quarto entre os estados com maior potência instalada de geração centralizada de energia solar fotovoltaica, com 2.406,7 MW. Fica atrás apenas de Minas Gerais (5.208,3 MW), Bahia (2.998,1 MW) e Pernambuco (2.554,2 MW). Em relação à geração de energia distribuída, que inclui a geração de energia própria dos consumidores, o Estado figura no 9º lugar, de acordo com levantamento da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) divulgado em 2 de março.

Dados como esses demonstram como a energia solar é competitiva, na opinião dos especialistas. "Foram divulgados, recentemente, pela EPE (Empresa de Pesquisa Energética), os projetos cadastrados para o próximo leilão de energia A-4, em junho/2021. O Ceará apresentou 15% dos projetos solares, 11% dos projetos eólicos e 14% do total de projetos eólicos e solares - 2ª posição no País. Tem ocorrido melhoria contínua nos últimos dois anos, mostrando que estamos no caminho certo", explica Joaquim Rolim, coordenador de Energia da Fiec.

Apesar de ainda não representar 1% entre as unidades consumidoras, a energia solar vem ganhando, a cada dia, mais espaço nas residências e empresas. "O sistema solar fotovoltaico tem tudo para ser a fonte que irá se expandir entre os consumidores com o passar dos anos, afinal, o sol é a fonte de energia mais democrática", acrescenta Luís Carlos Queiroz, presidente do Sindienergia.

Estímulo ao consumo consciente

Um sistema de energia solar, para ser aplicado, precisa atingir algumas condicionantes, como viabilidade técnica e viabilidade econômica. Esta última que justificará o investimento ou não. Mas o que torna a energia solar cada vez mais democrática é a quantidade de financiamentos disponíveis para projetos fotovoltaicos residenciais e comerciais, por exemplo. "Hoje, não somente as grandes empresas têm acesso à energia solar, pelo contrário, a maior característica de difusão é a capilaridade e o uso de pequenos comércios locais", diz Luís Carlos.

A principal vantagem é a redução de custos a longo prazo. "Realmente, ainda não teve outra tecnologia que ultrapassasse a energia solar neste momento, até porque ainda é nova, por mais que exista e funcione há bastante tempo, tornou-se popular há pouco tempo", completa o coordenador estadual da Absolar no Ceará, Jonas Becker.

Serviço

Projeto "Energia Limpa - O Ceará na vanguarda da geração de energias renováveis"

Live "Energia Solar, capacidade instalada e potencial de crescimento o Ceará"

Quando: 23/3, às 18 horas (ao vivo)

Onde: Facebook e YouTube do O POVO

Mais informações: https://especiais.opovo.com.br/energialimpa

Gratuito