PUBLICIDADE
PUBLIEDITORIAL drsocorrocarvalho

Entenda como a visão pode ser prejudicada pela diabetes

Dia Mundial da Diabetes, celebrado nesta quarta, ajuda a esclarecer a população acerca dos perigos da doença. Prevenção e acompanhamento oftalmológico são melhor ferramenta para evitar complicações

14/11/2018 08:00:00
NULL
NULL

[FOTO1] Em alusão à importância da prevenção à diabetes, acontece nesta quarta, 14, o Dia Mundial de Diabetes. A data é uma iniciativa conjunta da Federação Internacional de Diabetes (IDF) e da Organização Mundial de Saúde (OMS) e terá, no Brasil, ações em diversas cidades. De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), atualmente, o País registra mais de 13 milhões de portadores de diabetes. Doença crônica e sistêmica que afeta múltiplos órgãos do corpo humano, influenciando especialmente olhos e rins, a patologia manifesta-se quando o organismo não produz insulina, hormônio que controla a quantidade de glicose no sangue, de maneira suficiente ou não consegue administrá-la adequadamente.

 

O aparecimento de imagens turvas no campo de visão do paciente, variação no grau do óculos e catarata precoce são algumas das manifestações oftálmicas mais comuns em pacientes diabéticos. Mas casos mais graves podem resultar em glaucoma ou, até mesmo, perda total da capacidade de enxergar. O processo, no entanto, ocorre de forma lenta, e as chances de reversão são diretamente proporcionais à precocidade com a qual o paciente descobre o problema. A oftalmologista Socorro Carvalho (CRM-CE 5690 | RQE 2524) sugere que, para evitar consequências graves ao aparelho ocular, pacientes diabéticos acompanhem regularmente os níveis de glicose e monitorem impactos resultantes das taxas de açúcar no sangue.

“Algumas vezes, o paciente diabético já apresenta alteração anatômica na retina, porém não percebe queixas visuais. Por isso, o endocrinologista solicita ao paciente a avaliação periódica do oftalmologista, para poder detectar a doença no seu início, a fim de que ela seja tratada logo e não deixe sequelas.” A avaliação do paciente diabético com o oftalmologista, aponta a médica, precisa ser anual, independente da necessidade de troca de óculos. Nessa avaliação, o especialista realiza exame de fundo de olho, ou mapeamento da retina, em busca de alguma alteração causada pela diabetes.

“Em pacientes com diabetes, é necessário realizar exame de angiografia fluorescente para avaliar a necessidade de tratamento com laser ou injeção intravítrea de antiangiogênico, sabendo o paciente, no entanto, que o tratamento de base (preventivo) sempre será o melhor controle da diabetes”, explica a médica.

[FOTO2]

TAGS