PUBLICIDADE
PUBLIEDITORIAL dicas

Cuidados com a exposição excessiva dos filhos na internet

20/07/2017 12:52:00
A mãe e o pai com as crianças num momento de lazer
A mãe e o pai com as crianças num momento de lazer

[FOTO1]
Compartilhar o dia a dia na internet aproveitando as diversas opções de redes sociais tem sido uma prática cada vez mais comum, inclusive entre as mamães, que adoram exibir as peripécias de suas crias.
 
Algumas vezes as imagens publicadas são desde a maternidade. Há casos em que o crescimento e a rotina das crianças é compartilhada com a imensidão da internet, expondo-as para muito além dos amigos próximos e atingindo pessoas completamentes desconhecidas.É preciso ter controle sobre o que é mostrado. Além disso, o incentivo para tanta exibição parte também da prórpia internet, através de desafios que fazem com que as mães mostrem cada vez mais suas vidas com os filhos para outras pessoas.
 
Para Lívia Vieira de Melo, psicóloga do Hapvida, a exposição excessiva na internet pode ser prejudicial às crianças. “Em tudo na vida a ponderação é necessária. Demonstrações de afeto e carinho são sempre benéficas, mas com cautela. Os filhos são bênçãos. Quando criança, cada movimento é um flash, é sempre tudo lindo e fofo, e os pais, tão maravilhados, precisam transmitir o amor que estão sentindo e divulgam cada momento do seu pequeno, e acabam esquecendo que cada momento é único e exclusivo deles (dos familiares). Só que a necessidade de expor o amor é tamanha que acabam postando fotos indiscretas e bastante pessoais, correndo o risco de caírem em mãos erradas”, orienta.
 
De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2015, o número de pessoas com acesso à internet ultrapassou a marca dos 100 milhões. Com tanta acessibilidade, parece ainda mais difícil resistir à tentação de compartilhar a própria vida e a de pessoas próximas na rede. A publicitária Carina Salgado tem duas filhas, uma de três e outra de cinco anos e confessa que é difícil não mostrar um pouco dos momentos com elas."Gosto de colocar fotos da gente brincando, de quando estamos em família ou em passeios, mas tomo cuidado para não expor informações como localização ou nome da escola onde estudam", afirma.
 
[FOTO2] 
Carina conta ainda que tem precauções antes de compartilhar devido a um problema com as fotos de sua filha mais velha. "Na época eu utilizava mais o Facebook e descobri que tinha um perfil desconhecido que estava utilizando as fotos da minha filha. Eles pegaram as fotos dela mas não colocaram legendas. Pedi aos amigos para denunciarem o perfil e desde então tenho mais cuidado com o que posto".
 
Os riscos podem ir além. A especialista também alerta para os perigos da própria internet com os crescentes casos de pedofilia. É preciso ter cautela não só na quantidade de exposição, como na forma também. Principalmente, evitar fotos que exponha demais a criança. “Outros problemas com a exposição, são os ladrões, sequestradores, ou até mesmo inimizades inimagináveis. Somos seres sociais, porém com vidas individualizadas. Cuidado com a exposição sua e de seus queridos. Para se protegerem não divulguem os seus passos, não divulguem onde trabalham, onde seus filhos estudam, onde estão, ou para onde vão, protejam-se”, aconselha a psicóloga.

TAGS