Participamos do

Setores automotivo e da construção foram únicos a crescer em todos os trimestres de 2021 no Ceará

Quando considerado o varejo ampliado, o desempenho do Ceará foi de alta de 7,2% em 2021. Já o varejo comum apresentou queda de 3,3%
19:23 | Mar. 21, 2022
Autor Adriano Queiroz
Foto do autor
Adriano Queiroz Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Os setores automotivo e de material de construção foram os dois únicos ramos de atividade varejista a apresentar crescimento constante ao longo de todo ano de 2021, segundo revelou relatório do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica (Ipece).

O setor automotivo, que inclui a venda de veículos, motocicletas, partes e peças, apresentou crescimento de 8,7%, no 1º trimestre do ano passado; de 103,1% no 2º trimestre; de 18,6% no 3º; e de 14,8% no último trimestre de 2021. Por sua vez, o setor de material de construção, apresentou desempenho de 15,4% no 1º trimestre; 77,1% no 2º trimestre; de 4,3% no 3º; e de 20,7% nos últimos três meses de 2021.

Logo atrás dos dois segmentos, veio o de combustíveis e lubrificantes que apresentou desempenho positivo nos três primeiros trimestres de 2021 (0,4; 40,9% e 5,8%, respectivamente) e uma ligeira oscilação (-0,3%) para baixo no 4º trimestre do ano passado. Por sua vez, o pior desempenho ao longo de 2021 foi do varejo de gêneros alimentícios e similares tais como hipermercados, supermercados, bebidas e fumo, que apresentaram queda em todos os trimestres observados (-4,8%; -10,5%; -8,4% e 3,7%).

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Em linhas gerais, de acordo com o relatório do Ipece, o varejo comum cearense passou por uma queda de 3,3% na comparação entre 2021 com 2020 (primeiro ano da pandemia de Covid-19). No cenário nacional, o varejo comum apresentou alta de 1,4%, também quando são comparados os anos de 2021 e de 2020. Entre as 27 unidades federativas, 13 apresentaram crescimento e 14 queda. De acordo com o estudo, elaborado pelo analista de Políticas Públicas do Ipece, Alexsandre Lira Cavalcante, “a recuperação nas vendas do varejo cearense ocorreu de forma concentrada”.

Ele acrescenta que “as vendas de materiais de construção registraram crescimento mesmo no ano de crise e apresentaram também forte alta no ano de 2021, em função dos bons resultados observados na atividade da construção civil cearense”.

Por outro lado, segundo o Ipece, quando considerado o varejo ampliado, os desempenhos do Ceará e do Brasil foram melhores.

No caso cearense, a alta registrada em 2021 foi de 7,2%, acima da média nacional que foi de 4,5%.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags