Participamos do

Tesouro Direto terá título para complementar aposentadoria

Os rendimentos dos investidores ficarão acumulados por 30 ou 40 anos, o pagamento se dá após esse período; a pessoa só receberá o pagamento dos juros do papel quando já estiver aposentado
17:42 | Dez. 27, 2021
Autor Laura Beatriz
Foto do autor
Laura Beatriz Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O governo federal estuda fazer o lançamento de um título do Tesouro Nacional, que será específico para complementação de renda na aposentadoria de pessoas físicas. Segundo o secretário do órgão, Paulo Valle, em declaração ao jornal O Estado de S. Paulo, o governo pretende lançar o título com foco na aposentadoria. 

Paulo fala ainda que a aplicação deve estar disponível para venda pela internet a partir de 2022. O objetivo do projeto é possibilitar as pessoas de comprar títulos pela plataforma do Tesouro Direto, uma forma de preparação para a aposentadoria, acumulando uma poupança por longos períodos, como 30 anos ou 40 anos. A pessoa só receberá o pagamento dos juros do papel quando já estiver aposentado.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Simulação

A lógica do novo papel será relacionada a quanto o investidor quer receber quando aposentado. Por exemplo, se após um período de 40 anos a pessoa quiser ter uma renda de R$ 5.000 mensais por mais 20 anos, ela poderá fazer uma simulação para saber quantos títulos precisará comprar.

De acordo com o Ministério da Economia a previsão é de lançar o novo produto no mercado em meados de 2022, durante as comemorações do aniversário de 20 anos do Tesouro Direto.

Títulos públicos com a marca ESG

O Tesouro Nacional estuda emitir títulos públicos com a marca ESG (meio ambiente, social e governança, na sigla em inglês) que são voltados a responsabilidade ambiental, cuidado social e governança corporativa, e o lançamento deve ocorrer primeiro no mercado internacional. Nesse caso, porém, os estudos devem continuar sendo feitos ao longo de 2022.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags